Brasileiros vão às urnas na Alemanha | Todas as informações sobre as eleições na Alemanha em 2017 | DW | 15.09.2005
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Eleição na Alemanha

Brasileiros vão às urnas na Alemanha

Na Alemanha em ritmo de eleições, há muitos brasileiros indo às urnas e ajudando a decidir o futuro do país.

default

Bundestag na mira também dos brasileiros

Dos 7,2 milhões de estrangeiros que vivem na Alemanha, mais de 27 mil são brasileiros, segundo os laudos oficiais de 2004 do Departamento Federal de Estatísticas da Alemanha. Destes, vários têm dupla cidadania e, de posse de um passaporte alemão, podem, como qualquer outro cidadão do país, ir às urnas no próximo 18 de setembro.

Miriam Pflüger, da Produtora W-Films, com sede em Colônia, é uma das responsáveis pela divulgação do cinema brasileiro na Alemanha, organizando, entre outros, o ciclo de curtas Brasil Shorts em várias cidades do país. Miriam reside na Alemanha há nove anos e se autodescreve como uma brasileira "aclimatizada", pronta para ir às urnas. Para ela, votar significa se sentir parte do que acontece, sendo responsável pelos destinos do país.

Angelika Merkel auf Sommertour

Candidata da CDU recebe flores de uma menina vestida com trajes bávaros

Em entrevista à DW-WORLD, ela se diz satisfeita com o atual chanceler federal, Gerhard Schröder: "Ele é simpático, traz leveza ao país, é positivo. Vejo uma Alemanha triste se a União Democrata Cristã (CDU) ganhar as eleições."

"Menos mobilização"

O professor de História Marcos Antonio da Costa Melo já votou uma vez: "Acabei deixando aquela posição de visitante. Sinto-me feliz por ser um cidadão alemão e poder determinar, como qualquer outro, a vida política no país. Acho que os direitos de cidadania vivem na expressão de posições democráticas de um indivíduo, no lugar onde ele mora, ou seja, através da sua participação ativa não só em eleições."

Ao avaliar os candidatos, Marcos conclui que não simpatiza muito com os social-democratas – "nem com um Cardoso nem com um Schröder". Mesmo assim, espera que Angela Merkel perca as eleições, pois acredita que sua vitória não mudaria em nada a Alemanha.

"Vejo com Merkel ou com Schröder a continuidade do desmoronamento da responsabilidade do Estado nas áreas de educação e saúde. Estou, como se vê, muito resignado politicamente. As mobilizações sociais aqui estão diminuindo, enquanto privatizações de universidades e hospitais estão aumentando", analisa o brasileiro.

Apoio às minorias

Symbolbild: Gewalt gegen Frauen

Mulher esconde parte de seu rosto e protesta contra a violência

A brasileira Ida Schrage, do Centro de Informação e Apoio Psicossocial e Terapêutico a Mulheres Imigrantes e Refugiadas (Agisra), chama a atenção para os desfalques sociais na Alemanha. Ida mostra-se preocupada com a situação atual e teme o que pode vir a acontecer depois das eleições.

Contudo, permanece com suas esperanças verdes. Não só como cidadã, mas também como profissional, que desenvolve um trabalho de responsabilidade social. A brasileira deseja que o futuro governo dê mais atenção às minorias e repense soluções para tratar dos problemas referentes aos estrangeiros que aqui chegam, seja por razões políticas, financeiras, ou por questões que ferem os direitos humanos em seus países de origem.

Na opinião de Ida, a questão da mulher deveria ser mais valorizada, principalmente em se tratando daquelas que servem como alvo de torturas físicas, psicológicas ou são sujeitas à violência sexual, familiar ou institucional, como no caso da obrigatoriedade da circuncisão genital e casamentos forçados em certos países.

A seu ver, a Alemanha deve crescer, ampliar-se e não se fechar em muralhas de conceitos políticos rígidos. Ida conclui seu pensamento desejando um governo alemão mais ligado aos interesses da população em campos básicos como educação, saúde, trabalho, sem esquecer a integração dos imigrantes.

Clique ao lado para ler mais sobre os brasileiros que participam das eleições na Alemanha.

Leia mais