1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Brasil: superioridade incontestável

Com força total ou jovens promessas? Ou com um time misto? De qualquer maneira, pentacampeões mundiais escancaram na Copa das Confederações favoritismo para o Mundial da Alemanha.

default

Já tem dono?

Se a camisa amarela com cinco estrelas no peito está em campo, não importa quem a esteja vestindo. Isso é o que pensam os sete adversários do Brasil, que entra na Copa das Confederações sob a aura de invencível.

Seja com Ronaldo, Roberto Carlos, Cafu, Kaká, Ronaldinho Gaúcho e cia. Seja com o jovem Robinho e outras diversas promessas do futebol canarinho. De qualquer maneira, os pentacampeões do mundo estão na "Minicopa" assim como atores, bailarinas e cantores sobem nos palcos alemães antes de grandes espetáculos: é mais um simples ensaio final.

Com reservas ou força máxima. Como treino para o time principal visando a Copa de 2006 ou como laboratório para Carlos Alberto Parreira. O significado da Copa das Confederações para o Brasil projeta na alma do brasileiro a certeza de aplausos após o show. "No final sempre dá certo", diz um ditado de origem tupiniquim.

Foi assim em 1958, 1962, 1970, 1994 e 2002. Cinco anos, separados por décadas, que fizeram a população sofrer por um final feliz. Dificuldades previstas se tornaram grandes obstáculos, e problemas inesperados foram superados com gols e o peso da camisa.

Com a sua base titular formada e com o grupo que estará na Alemanha no próximo ano praticamente definido, a Copa das Confederações é mais uma oportunidade para o Brasil mostrar a sua superioridade – lidera o ranking da Fifa com larga vantagem sobre os concorrentes.

Mas nem por isso, Parreira minimiza a importância do torneio preparatório para o Mundial. Fora Ronaldo, Cafu e Roberto Carlos, os demais astros estarão na Alemanha em junho ao lado de Robinho, dos laterais Léo e Cicinho, do atacante Ricardo Oliveira e do goleiro Gomes, todos em busca de uma vaga na Copa do Mundo.

Elenco

Goleiros: Dida (Milan, Itália), Marcos (Palmeiras, Brasil), Gomes (PSV-Eindhoven, Holanda)

Defensores: Belletti (Barcelona, Espanha), Cicinho (São Paulo, Brasil), Gilberto (Hertha Berlim, Alemanha), Léo (Santos, Brasil), Lúcio (Bayern de Munique, Alemanha), Roque Júnior (Bayer Leverkusen, Alemanha), Juan (Bayer Leverkusen, Alemanha), Luisão (Benfica, Portugal)

Meias: Emerson (Juventus, Itália), Kaká (Milan, Itália), Ronaldinho (Barcelona, Espanha), Zé Roberto (Bayern de Munique, Alemanha), Gilberto Silva (Arsenal, Inglaterra), Juninho Pernambucano (Lyon, França), Renato (Sevilla, Espanha), Júlio Baptista (Sevilla, Espanha), Edu (Arsenal, Inglaterra)

Atacantes: Robinho (Santos, Brasil), Adriano (Internazionale, Itália), Ricardo Oliveira (Bétis, Espanha)

Técnico: Carlos Alberto Parreira

Informações gerais

República Federativa do Brasil
Continente: América do Sul
Capital: Brasília
Maiores cidades: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Salvador
Moeda: Real
Idioma: Português
Sistema de governo: República Federativa

Informações geográficas

Área: 8.511.965km²
Ponto mais alto: Pico da Neblina (3014m)
Fronteiras: Argentina, Bolívia, Colômbia, Guiana Francesa, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai, Venezuela

População

População: 186,1 milhões (estimativa para julho de 2005)
Média de idade: 27,81 anos
Expectativa de vida: 71,69 anos

Leia mais