1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Brasil goleia Camarões e enfrenta o Chile nas oitavas

Com dois gols de Neymar, um de Fred e outro de Fernandinho, Seleção vence africanos por 4 a 1, confirma primeira colocação no Grupo A e revê no Mineirão, no próximo sábado, um velho conhecido de oitavas de final de Copa.

Apesar da vitória tranquila por 4 a 1 da seleção brasileira contra Camarões, no Estádio Nacional, em Brasília, nesta segunda-feira (23/06), a primeira colocação no Grupo A foi conquistada apenas no saldo de gols: 5 a 3 contra os mexicanos.

A vitória foi alcançada com outra boa atuação de Neymar, que anotou dois gols, com o primeiro gol do centroavante Fred, e com Fernandinho, que entrou bem no segundo tempo e pode roubar a vaga de Paulinho. O próximo adversário da Seleção será o Chile, no Mineirão.

Assim como em 1994, a Seleção derrotou Camarões por três gols de diferença e garantiu a primeira colocação do grupo com sete pontos. O confronto com o Chile, no próximo sábado (28/06), será uma repetição de 1998 e 2010. Em ambas as ocasiões, o Brasil eliminou os chilenos – por 4 a 1 e 3 a 0, respectivamente – nas oitavas de final.

O jogo

A seleção brasileira, diferentemente das outras duas partidas neste Mundial, iniciou conforme havia feito na Copa das Confederações do ano passado: pressão total nos primeiros minutos. Só uma vitória garantiria, sem depender do resultado do outro jogo no grupo, a classificação no Grupo A.

Fußball WM 2014 Brasilien Kamerun

Fred desencanta na Copa com essa cabeçada. O terceiro gol deu mais tranquilidade ao Brasil em campo

Com dois minutos de jogo, a Seleção teve a primeira chance de ouro. Após lance individual de Hulk pela ponta-direita, o grandalhão cruzou rasteiro para trás, e Paulinho finalizou em cima do zagueiro camaronês. Hulk tratou de ser mais presente nas jogadas ofensivas e causou problemas para o lateral-esquerdo africano Bedimo. Mas, assim como contra Croácia e México, a bola não chegava até o centroavante Fred.

O ímpeto inicial surgiu efeito aos 16 minutos. Luiz Gustavo roubou a bola de Nyom na esquerda e cruzou rasteiro na altura da marca penal. Neymar apenas precisou dar um tapa, com a chapa do pé, no canto esquerdo de Itandje. O brasileiro comemorou a abertura do placar em Brasília e o centésimo gol da Copa do Mundo de 2014.

A Seleção tentou definir o jogo nos lances seguintes para ir mais tranquila para o intervalo. Aos 19, Hulk ganhou a disputa pela direita mais uma vez e alçou na área. No caminho, a bola foi desviada e caiu nos pés de Neymar, na entrada da área, que, sem deixá-la quicar no chão, disparou para ótima defesa de Itandje.

No minuto seguinte, Paulinho – outro que apareceu mais para o jogo comparado às duas primeiras partidas – cruzou rasteiro para Fred. O centroavante dividiu com um defensor, caiu no chão, e na disputa com o goleiro tentou, mesmo deitado, empurrar a bola com a cabeça. Cena curiosa em Brasília, mas que mostra um alento de vontade do atacante.

Nos momentos seguintes, a seleção brasileira perdeu um pouco da concentração, e Camarões teve algumas boas oportunidades. Aos 24, Enoh cruzou na área e o capitão Thiago Silva, mal posicionado, desviou a bola em direção à própria meta. Na cobrança do escanteio, Matip acertou o travessão e, na sequência, Nyom cruzou rasteiro para o próprio Matip, quase em cima da linha do gol, completar para o fundo das redes.

Fußball WM 2014 Brasilien Kamerun Matip Tor

Joel Matip, tranquilo e sem nenhum marcador por perto, completa para o gol de Julio César

Coube a Neymar, mais uma vez, colocar o Brasil novamente na frente do placar. O craque recebeu passe de Marcelo, passou por N'Koulou e, da entrada da área, bateu no canto direito de Itandje. Com apenas 22 anos de idade, Neymar marcou o seu 35º gol pela Seleção, ultrapassando Rivaldo e tornando-se o sexto maior artilheiro do Brasil.

No minuto seguinte, Hulk quase ampliou com uma bomba de longe, mas o goleiro espalmou. Na primeira etapa ainda teve tempo para uma linda trama envolvendo seis jogadores diferentes, com toques de calcanhar, passes sem olhar e corta-luzes, mas Hulk foi travado na hora da finalização.

Os comandados de Felipão não tiraram o pé do acelerador na segunda etapa. No primeiro minuto, Hulk invadiu a área, mas foi travado por N'Koulou. Na sequência da jogada, Fred arriscou de fora da área, e Itandje espalmou.

E o atacante desencantou três minutos depois. Fernandinho, que havia entrado no intervalo, abriu a jogada pela esquerda para David Luiz. O zagueiro do Chelsea cruzou na área, e Fred, atrás da linha da bola, cabeceou para o fundo das redes.

Fußball WM 2014 Brasilien Kamerun

Luiz Gustavo não teve tanto trabalho nesta partida e pode arriscar raras subidas ao ataque

Daí em diante a partida se acalmou um pouco. Camarões não conseguia oferecer muito perigo, e a seleção brasileira adotou uma postura mais precavida. Aos 25 minutos, Felipão tratou de tirar Neymar da partida. O autor de quatro gols e, por enquanto, artilheiro do Mundial, está pendurado e, em caso de outro cartão amarelo, estaria suspenso para as oitavas de final.

Faltando cinco minutos, Fernandinho tratou de tirar a dúvida de qual seleção iria abocanhar a primeira colocação no grupo – nesta altura México e Brasil estavam com o mesmo saldo de gols. A jogada foi uma bela trama iniciada pelo próprio Fernandinho, tabelando com Fred e Oscar, e finalizada, de bico, pelo meia do Manchester City, que entrou muito bem na partida e mostrou mais volume de jogo do que o concorrente Paulinho.

Ficha técnica

Camarões 1 x 4 Brasil

Local: Estádio Nacional, Brasília

Arbitragem: Jonas Eriksson (Suécia), auxiliado por seus compatriotas Mathias Klasenius e Daniel Warnmark.

Gols: Neymar (16'/1T, 34'/1T), Joel Matip (25'/2T), Fred (4'/2T), Fernandinho (34'/2T)

Cartões amarelos: Eyong Enoh (11'/1T), Edgar Salli (30'/2T), Stéphane M'Bia (35'/2T)

Camarões: Charles Itandje; Allan Nyom, Nicolas N'Koulou, Joel Matip, Henri Bedimo; Landry N'Guémo, Stéphane M'Bia, Eyong Enoh; Eric Choupo-Moting (Jean Makoun 36'/2T), Benjamin Moukandjo (Edgar Salli 13'/2T) e Vincent Aboubakar (Pierre Webó 27'/2T). Técnico: Volker Finke.

Brasil: Julio César; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz, Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho (Fernandinho 1'/2T), Oscar; Hulk (Ramires 18'/2T), Neymar (Willian 27'/2T) e Fred. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Leia mais