Brasil e Holanda, invictos, disputam primeira vaga das semifinais | Fique informado sobre tudo o que acontece na Copa do Mundo | DW | 01.07.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Brasil e Holanda, invictos, disputam primeira vaga das semifinais

Duelo das quartas de final coloca frente a frente duas equipes que não estão encantando os torcedores, mas que impõem respeito. Quando se trata de Copa do Mundo, vencer é mais importante do que convencer.

default

Gilberto Silva e Felipe Melo garantem marcação desde o meio-campo

Brasil e Holanda fazem nesta sexta-feira (02/07) o primeiro jogo das quartas de final da Copa do Mundo de 2010. As duas seleções têm muito em comum. Estavam entre as favoritas desde antes do começo do torneio, fazem ótima campanha – estão invictas até o momento –, mas sofrem com a cobrança dos críticos, que queriam ver um futebol ainda mais bonito, condizente com a tradição das duas escolas.

O atacante holandês Ryan Babel reconheceu que as partidas de seu time não têm sido tão empolgantes, mas acha que isto é culpa dos adversários, que se fecham na defesa. Por isto, ele acredita que os torcedores verão um grande jogo no Estádio Nelson Mandela Bay, em Port Elizabeth.

"Nós jogamos nossas melhores partidas contra times que também querem jogar futebol e, na sexta-feira, o Brasil não vai ficar esperando", acredita Babel.

A seleção brasileira, no entanto, está disposta a jogar na defesa e explorar os contra-ataques, caso esta seja a melhor forma de vencer o jogo. Desde que Dunga assumiu o comando, há muitas críticas quanto ao estilo defensivo do time. A esta altura, os jogadores já nem dão importância ao que se fala sobre eles.

"Tanto faz jogar com estilo ou jogar feio, o importante é que o Brasil esteja na final no dia 11 de julho", afirmou o lateral Maicon. Gilberto Silva adotou o mesmo discurso e disse que o Brasil não foi à África do Sul para se divertir; "queremos ser campeões", justificou o meio-campo.

Marcação a Robben

Arjen Robben

Arjen Robben é o principal jogador da Holanda

Enquanto isto, os jogadores da defesa estão se consagrando. "Para Dunga, os zagueiros são tão importantes quanto os atacantes. Nem sempre foi assim", destacou Juan, que forma ao lado de Lúcio a elogiada dupla de zaga.

"Dunga tem um plano claro de como a defesa deve ser armada. Ele pede aos jogadores de meio-campo e aos atacantes para fazer a cobertura, o que facilita muito o nosso trabalho. Nós precisamos correr menos", explicou o jogador.

Juan falou ainda sobre Arjen Robben, o principal jogador da seleção holandesa. O meia-atacante foi o artilheiro do Bayern de Munique, campeão alemão e da Copa da Alemanha, com 23 gols na temporada. Recuperado de contusão, ele atuou por 71 minutos contra a Eslováquia, marcou um gol e foi escolhido o melhor em campo.

"Nosso trabalho é impedir que a bola chegue até ele. Será um passo importante no caminho para a vitória. Nós temos que nos organizar muito bem na defesa para que nada nos surpreenda", opinou o zagueiro.

"Temos que acreditar"

Brasil x Holanda é um duelo com história em Copas do Mundo. As duas seleções se enfrentaram três vezes, fazendo sempre partidas decisivas e emocionantes. Em 1974, o "carrossel holandês" de Johan Cruyff venceu por 2 a 0 na fase semifinal e avançou para a decisão inédita.

Fußball Brasilien WM 1998 Torwart Taffarel

Taffarel defendeu a cobrança de Cocu e classificou o Brasil em 1998

Em 1994, o jogo valeu pela quartas de final e o Brasil venceu por 3 a 2, com um gol decisivo de Branco, cobrando falta. Nas semifinais de 1998, nova vitória brasileira, desta vez na disputa por pênaltis. Nos dois últimos confrontos, Dunga era o capitão da seleção.

Quem também estava em campo em 1998 era Frank de Boer, hoje assistente técnico da seleção holandesa. "Eu aprendi uma lição em 1998. Na época, nós estávamos satisfeitos com a chegada às semifinais e aquilo dói até hoje", contou.

O técnico Bert van Marwijk também exige ambição. "Talvez seja a primeira vez em que não somos os favoritos na África do Sul. Estamos confiantes, mas o Brasil também tem esta confiança. É quase como se eles fossem invencíveis. Mas estamos aqui por uma razão, para levar o grande prêmio. Nós temos que acreditar", pediu.

De fato, os jogadores demonstraram esta confiança em suas palavras. "Esta é a melhor seleção 'laranja' pela qual eu já joguei", disse Mark van Bommel. "Nós temos alguns jogadores que podem fazer diferença", acrescentou Robben.

Plantão médico

Fußball WM 2010 Brasilien Elfenbeinküste

Elano saiu carregado de campo contra a Costa do Marfim

Para esta partida, o Brasil continua sofrendo com desfalques no meio-campo. Elano está ainda está com o tornozelo inchado por causa de uma entrada imprudente do marfinense Tioté, na segunda rodada da fase de grupos. Felipe Melo também está machucado no tornozelo, resultado de uma falta cometida por Pepe, brasileiro de nascimento que defende a seleção de Portugal.

Os lances causaram revolta entre os brasileiros. "Eu não gosto de reclamar, mas este tipo de violência precisa ser analisado", disse Elano, que corre o risco de perder o resto da Copa, caso o tornozelo não desinche. "Os jogadores técnicos são punidos e os que cometem as faltas, não", disparou Dunga contra a arbitragem.

E o treinador brasileiro tem mais um motivo para se preocupar. Ramires, que foi titular do meio-campo contra o Chile, está suspenso com dois cartões amarelos. Assim, Josué pode ser o substituto de Felipe Melo. No lugar de Elano, Daniel Alves deve seguir jogando.

TM/afp/dpa/rtr

Revisão: Roselaine Wandscheer

Leia mais