1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Brasil e Holanda fazem a partida que ninguém quer jogar

Após derrota traumática, seleção brasileira tenta arrrumar motivação para disputa pelo terceiro lugar, que para o técnico holandês nunca deveria ser jogada. Duelo é tira-teima entre dois times iguais em retrospecto.

O Estádio Mané Garrincha recebe neste sábado (12/07) a partida que ninguém quer jogar. A desprestigiada disputa do terceiro lugar entre uma seleção descomposta moralmente pela maior derrota de sua história e outra sem qualquer motivação após, mais uma vez, ver a tentativa de conquistar seu primeiro título mundial bater na trave.

"Esse jogo nunca deveria ser jogado. Digo isso há dez anos, mas, enfim, vamos ter que jogar. Não são condições justas de jogo, mas o pior de tudo é que você tem a possibilidade de perder duas vezes seguidas", afirmou o técnico da Holanda, Louis van Gaal.

A ressaca moral e a sensação de que, independente do resultado da partida em Brasília, nada vai apagar os 7 a 1 do Mineirão, tornam uma incógnita o time brasileiro que vai a campo. A tendência é que os mais traumatizados e os mais marcados pelo vexame histórico não joguem.

"Não tem essa de brigar por outra posição que não seja o primeiro lugar, a taça", disse ainda em Belo Horizonte Daniel Alves, que perdeu a vaga para Maicon ao longo do torneio e dificilmente irá a campo neste sábado.

Fußball WM 2014 Halbfinale Niederlande Argentinien Trainer

O técnico da Holanda, Louis Van Gaal: "Esse jogo nunca deveria ser jogado. Digo isso há dez anos"

Júlio César pode dar lugar a um de seus reservas, Victor e Jefferson. Assim como Marcelo, que sente dores no pé esquerdo, e deve ser substituído por Maxwell, único, além dos goleiros, a não atuar na Copa.

Relativamente poupados das críticas, os zagueiros Thiago Silva e David Luiz são presenças quase certas. Hulk, porém, já disse que precisará de "força divina" para entrar em campo. E Fred, muito provavelmente, deverá ser poupado de novas vaias.

"A comissão técnica precisa trabalhar em cima disso com os jogadores para eles estarem animicamente recuperados para o jogo que vamos jogar. A história continua", afirmou Felipão.

Van Gaal, por sua vez, poderá contar com todos os seus jogadores. E a escalação deve depender mais da vontade de cada um de entrar em campo. Nigel De Jong e Ron Vlaar são os únicos com os incômodos físicos, e existe a possibilidade de que sejam poupados.

Prováveis escalações

Brasil: Julio César (Jefferson ou Victor); Maicon, David Luiz, Thiago Silva, Maxwell; Luiz Gustavo, Fernandinho, Oscar; Willian, Hulk (Bernard) e Fred (Jô). Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Holanda: Jasper Cillessen; Bruno Martins Indi, Stefan De Vrij, Ron Vlaar (Daryl Janmaa); Dirk Kuyt, Daley Blind, Georginio Wijnaldum, Nigel de Jong (Jordy Clasie), Wesley Sneijder; Arjen Robben e Robin van Persie. Técnico: Louis Van Gaal.

Local

Estádio Mané Garrincha, Brasília

Arbitragem

O argelino Djamel Haimoudi, auxiliado por seus compatriotas Redouane Achik e Abdelhak Etchiali.

Destaques

Brasil

Flash-Galerie Fußball WM 2010 Südafrika Viertelfinale Niederlande vs Brasilien

Sneijder, que deve estar em campo em Brasília, cabeceia para fazer um dos gols da Holanda em 2010

David Luiz: O carismático zagueiro é um dos poucos que foi poupado das críticas após o vexame contra a Alemanha. Com boas atuações durante todo o Mundial, ganhou a torcida ao se desculpar, às lágrimas, perante as câmeras e as arquibancadas no Mineirão.

Holanda

Arjen Robben: Sensação na primeira fase, com arrancadas e belos gols, o atacante caiu de rendimento durante o mata-mata e não conseguiu balançar as redes. Na partida que, segundo seu próprio técnico, não deveria ser jogada, ele terá a chance de voltar a marcar.

Retrospecto

A partida em Brasília será um tira-teima entre as duas seleções. Elas já se enfrentaram 11 vezes, e cada uma venceu três. Os brasileiros fizeram 15 gols, assim como os holandeses.

Último confronto

Foi um amistoso em Goiânia, em junho de 2011, terminado em empate sem gols. Foi a única partida entre as duas equipes depois da vitória holandesa, por 2 a 1, nas quartas de final da Copa da África do Sul.