1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Brasil e Colômbia se enfrentam com duelo à parte de camisas 10

Com Neymar confirmado, seleção brasileira tenta superar uma das sensações da Copa e o craque James Rodríguez, artilheiro do torneio. Insatisfeito, Felipão ensaia mudanças, e Fred e Daniel Alves podem perder vaga.

Os dois têm 22 anos. E carregam nas costas não só uma camisa 10 amarela, mas também boa parte do mérito por suas seleções terem chegado às quartas de final. Quase iguais em números na Copa, Neymar e James Rodríguez se encontram nesta sexta-feira (04/07), no Castelão, num duelo à parte no confronto entre Brasil e Colômbia.

É pelos pés dos dois que passou boa parte do êxito de Brasil e Colômbia até aqui. São 15 finalizações a gol para cada, quatro colocadas no fundo das redes por Neymar e cinco por James Rodríguez, artilheiro do Mundial. O brasileiro roubou 19 bolas e acertou 113 passes; o colombiano, 15 e 130.

"A Colômbia é uma grande equipe, venceu todas as partidas e mostrou um forte poderio. O James Rodríguez é um craque, apesar da pouca idade. Como eu, ele tem 22 anos e tem demonstrado ser um grande jogador. Mas espero que o ciclo dele acabe agora, e a seleção brasileira continue", afirmou um confiante Neymar, que se disse recuperado das pancadas sofridas contra o Chile.

Similares, Neymar e James Rodríguez são símbolos de duas seleções que vivem momentos distintos. Enquanto a Colômbia faz campanha irreparável, com 100% de aproveitamento, a trajetória brasileira na Copa vem sendo marcada pela contestação. É verdade que o time segue invicto, mas ainda não conseguiu empolgar. E isso reconhecem torcida, jogadores e comissão técnica.

WM 2014 Gruppe C 1. Spieltag Kolumbien Griechenland

Pablo Armero (e.) faz a dança que já virou marca nas comemorações da até aqui invicta Colômbia na Copa

Não à toa Felipão vem fazendo experiências nos treinamentos desde a dramática classificação contra o Chile. Para o lugar de Luiz Gustavo, suspenso, tudo indica que voltará Paulinho, sacado do time após atuações fracas na fase de grupos. Na lateral, Maicon voltou a ser testado no lugar de Paulinho. E, em alguns momentos na Granja Comary, Ramires jogou no lugar de Hulk.

No que seria uma mudança radical no esquema, Felipão chegou ainda a trocar Fred pelo zagueiro Henrique, formando uma linha de três zagueiros similar à da Copa de 2002. A substituição deixou o atacante visivelmente incomodado durante o treinamento, mas os números jogam contra ele. Fred tem apenas um gol no torneio e, entre os titulares, é o que menos tocou na bola nesta Copa: foram apenas 62 vezes, quase um terço a menos que Neymar, por exemplo.

Os colombianos preferem ver os problemas enfrentados pela seleção brasileira mais como fruto da força de outras equipes. "O Brasil não está. O que acontece é que outras seleções querem chegar longe. Todos querem ganhar e nada se esconde", disse o lateral Pablo Armero. "Não viemos ao Brasil a passeio."

Prováveis escalações

Brasil: Júlio César; Daniel Alves (Maicon), Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Fernandinho, Paulinho e Oscar; Hulk, Neymar e Fred (Henrique). Técnico: Luiz Felipe Scolari

Colômbia: Ospina; Zúñiga, Zapata, Yepes e Armero; Aguilar, Sánchez, Cuadrado e James Rodríguez; Ibarbo e Gutiérrez. Técnico: José Pekerman

Local

Estádio Castelão, Fortaleza

Arbitragem

O espanhol Carlos Velasco, auxiliado por seus compatriotas Roberto Alonso Fernández e Juan Yuste

Destaques

Brasil

WM 2014 Achtelfinale Brasilien Chile

Contestado, Júlio César vem fazendo valer nesta Copa a confiança depositada nele por Felipão

Júlio César: Desde a falha no Mundial de 2010, sua carreira foi ladeira abaixo, e hoje o goleiro atua na liga dos Estados Unidos. Porém, herói da vitória brasileira sobre o Chile, ele vem fazendo valer nesta Copa o voto de confiança que Felipão lhe deu.

Colômbia

James Rodríguez: Para muitos, é o melhor jogador da Copa. Camisa 10 clássico, o jovem de 22 anos é o artilheiro do Mundial e principal responsável pela boa campanha colombiana. Ele ficou em campo 309 minutos até agora na Copa e, a cada 61, fez um gol – um deles de placa, contra o Uruguai.

Retrospecto

Brasil e Colômbia já se enfrentaram 25 vezes. Foram 15 vitórias da Seleção e oito empates. Os brasileiros marcaram 55 gols, e os colombianos, 11.

Confronto

Foi em novembro de 2012. A partida – a milésima da seleção brasileira – terminou em 1 a 1. Neymar e Cuadrado marcaram.