1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Brasil dá vexame no Mineirão e sofre pior derrota em Mundiais

Alemães vencem por 7 a 1, voltam a uma decisão de Copa após 24 anos e impõem à seleção brasileira a sua maior derrota na história dos Mundiais, num trauma capaz de superar o Maracanaço de 1950.

O sonho do hexacampeonato terminou nesta terça-feira (08/07). E de forma trágica. Se o medo era de uma repetição de 1950, o Mineirão viu nascer, na impiedosa e merecida goleada da Alemanha, um trauma talvez ainda maior. O placar de 7 a 1 foi para o Brasil a sua maior derrota em Copas, em jogos oficiais e provavelmente a mais dolorosa.

Não houve nesta Copa "Maracanaço". Difícil também falar em "Mineiraço" – os alemães sequer deram chances aos brasileiros de sonhar com uma vitória. Foram cinco gols já nos primeiros 29 minutos de jogo. Outros dois selaram a goleada no segundo tempo, que teve um gol de honra de Oscar.

Fußball WM 2014 Halbfinale Deutschland Brasilien Trainer

Felipão lamenta um dos gols alemães

O "silêncio ensurdecedor" do Maracanã de 1950 deu lugar nesta terça-feira a vaias, coros hostis a jogadores e à presidente Dilma Rousseff e até a gritos de "olé" de parte dos quase 60 mil presentes no Mineirão de 2014. De casa, Neymar viu seus colegas aos prantos em campo. E torcedores deixando as arquibancadas bem antes do apito final.

Aos alemães, ficou a glória de uma vitória construída de forma impecável, maior do que provavelmente todos eles pensavam. A Alemanha está de volta a uma decisão de Copa após 24 anos, quando, também no dia 8 de julho, venceu a Argentina e se tornou tricampeã mundial. E seus adversários para o duelo do próximo domingo podem ser novamente os argentinos, que enfrentam os holandeses na outra semifinal.

O jogo

Os primeiros dez minutos de jogo não davam pistas do massacre que os seguiria. O Brasil tinha maior posse de bola (quase 60%) e chegava a assustar Manuel Neuer, como num chute de Marcelo e num cruzamento de Hulk.

Fußball WM 2014 Halbfinale Deutschland Brasilien Fans

Torcida chegou a gritar "olé" no Mineirão

Mas não demorou até que as fraquezas do time de Luiz Felipe Scolari ficassem expostas e passassem a ser exploradas pelos alemães. O buraco na defesa brasileira que, aos 11 minutos, permitiu o gol de Thomas Müller após cobrança de escanteio, abriu a porteira para a maior goleada já sofrida pelo Brasil numa Copa.

Abatida e refém de suas próprias limitações, a seleção brasileira viu, entre os 23 e os 29 minutos, suas redes serem balançadas quatro vezes. Miroslav Klose foi o primeiro, num chute após rebote de Júlio César que o fez se isolar de Ronaldo e assumir o posto de maior artilheiro de todas as Copas.

A humilhação continuou com Toni Kroos, que marcou aos 24, num chute de fora da área, e aos 26, completando troca de passes em ritmo de treino dentro da área brasileira. Torcedores já choravam nas arquibancadas – alguns poucos deixavam o estádio – quando Sami Khedira tabelou com Mesut Özil e completou livre para fazer 5 a 0.

A Alemanha foi para os vestiários com a classificação garantida, e o Brasil com o desafio de tornar menor a vergonha no Mineirão. Com Ramires e Paulinho nos lugares de Hulk e Fernandinho, a Seleção iniciou o segundo tempo um pouco mais equilibrada, ainda que mais pela falta de iniciativa dos alemães, visivelmente se poupando em campo.

Fußball WM 2014 Halbfinale Deutschland Brasilien

Klose fez mais um gol e se tornou, isolado, o maior artilheiro da história das Copas do Mundo

Se existia alguma possibilidade de reduzir a diferença no placar, ela parou nas mãos de Neuer e nos pés de Fred, inoperante e hostilizado pela torcida, mas mantido em campo por Felipão até os 24 do segundo tempo, quando André Schürrle fez o sexto gol alemão.

Foi de Schürrle também o sétimo gol alemão, num chute forte, com pouco ângulo, indefensável para Júlio César. Oscar ainda diminui o placar nos minutos finais. Mas nada que ajudasse a diminuir a vergonha da maior e mais dolorosa derrota já sofrida por um anfitrião na história das Copas.

Ficha técnica

Brasil 1 x 7 Alemanha

Local: Estádio Mineirão, Belo Horizonte

Arbitragem: Marco Rodríguez (México) auxiliado por seus compatriotas Marvin Torrentera Marcos Quintero.

Gols: Thomas Müller (10'/1T), Miroslav Klose (22'/1T), Toni Kroos (23'/1T e 25'/1T), Sami Khedira (28'/1T), André Schürrle (28'/2T e 33'/2T) e Oscar (45'/2T)

Cartões amarelos: Dante (8'/2T)

Brasil: Júlio César; Maicon, David Luiz, Dante, Marcelo; Luiz Gustavo, Fernandinho (Paulinho 1'/2T), Hulk (Ramires 1'/2T), Oscar, Bernard; Fred (Willian 28'/2T). Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Alemanha: Manuel Neuer; Philipp Lahm, Jérôme Boateng, Mats Hummels (Per Mertesacker 1'/2T), Benedikt Höwedes; Sami Khedira (Julian Draxler 30'/2T), Bastian Schweinsteiger, Thomas Müller, Toni Kroos, Mesut Özil; Miroslav Klose (André Schürrle 12'/2T) . Técnico: Joachim Löw.