1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Borussia Dortmund enfrenta Feyenoord na final

Time escapou de um fiasco em Milão, mas sonha em disputar a decisão na Holanda com título alemão no bolso.

default

Amoroso não repetiu boa atuação do jogo de ida

A torcida do Borussia Dortmund festejou a ressurreição internacional do time e o atacante brasileiro Amoroso até deu uma volta olímpica com uma imitação em papelão da Copa da Uefa, depois da semifinal desta quinta-feira (11), no estádio San Siro. Apesar da derrota de 3 a 1 para o Milan, a equipe alemã classificou-se, pela quarta vez consecutiva, para a final de um torneio europeu e ainda sonha em conquistar o Campeonato Alemão de 2002.

Segundo o presidente do clube, Gerd Niebaum, "na Europa volta-se a falar com respeito do Borussia Dortmund. E, agora, queremos viajar para a final da taça da Uefa, contra o Feyenoord, em Roterdã, no dia 8 de maio, na condição de campeão alemão". A quatro rodadas do final da temporada, o time está em segundo lugar no campeonato nacional, quatro pontos atrás do líder Bayer Leverkusen.

Catástrofe - O jogo em Milão, no entanto, não foi o melhor remédio para aumentar a autoconfiança da equipe. No final do segundo tempo, o Borússia Dortmund perdia de 3 a 0 para o Milan e só por pouco escapou do maior fiasco de sua história. Os gols de Inzaghi e Contra (aos 10 e 18 minutos do primeiro tempo) e Serginho (aos 47 do segundo tempo) colocaram os alemães à beira de uma catástrofe.

O time alemão desperdiçou a vantagem dos 4 a 0 do jogo de ida e só se salvou, definitivamente, nos acréscimos, com um gol do meia-campista Lars Ricken. Fraca foi, sobretudo, a atuação do brasileiro Amoroso, que no jogo de ida marcou três gols e, em Milão, desperdiçou três chances imperdíveis. "Balançamos, mas não caímos", concluiu Niebaum, satisfeito pelo fato de o clube já ter faturado 30 milhões de euros em partidas internacionais nesta temporada.

Embora o Feyenoord, que empatou de 2 a 2 com a Inter de Milão, jogue a final em casa, o capitão do Borussia Dortmund, Stefan Reuter, está confiante. "Nunca houve uma final fácil. Nossa equipe é suficientemente forte para passar nessa prova. Mas, primeiro, vamos nos concentrar no Campeonato Alemão", diz.

Para o Milan, a eliminação da Copa da Uefa foi um desastre, já que está fora também da briga pelo Campeonato Italiano. Já a Inter de Milão, equipe de Ronaldo, eliminada no empate de 2 a 2 com o Feyenoord, agora concentrará suas forças no título italiano.