″Born this way″ afirma Lady Gaga como primeiro ícone da era da internet | Cultura europeia, dos clássicos da arte a novas tendências | DW | 23.05.2011
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

"Born this way" afirma Lady Gaga como primeiro ícone da era da internet

Cantora personifica a mensagem de autoconfiança e força pessoal contida em suas letras e não seria a mesma sem a internet. Novo álbum de estúdio, "Born this way", chega às lojas.

default

Determinação, talento e polêmica levaram cantora ao topo das paradas e da fama

Onipresença pode ser uma faca de dois gumes: superexposição pode levar uma celebridade a ser chata e excessiva. Por esse motivo o lançamento de Born This Way, novo disco da cantora americana Lady Gaga, é uma prova de fogo para a maior estrela pop surgida neste século. O álbum começa a ser vendido nesta segunda-feira (23/05).

Lady Gaga é um fenômeno. Aos 25 anos, a cantora alcançou em muito pouco tempo a fama e o reconhecimento mundial. Desprezada por muitos como "marketing", Lady Gaga mostrou ser um produto do seu meio e do mundo moderno, usando sua determinação e ambição para chegar aonde chegou.

Mas isso não seria possível sem talento. Nesse ponto ela sabe como ninguém envolver os fãs, ou pequenos monstros, como os chama. Declarando amor eterno a eles, Lady Gaga é a personificação da mensagem de autoconfiança e força pessoal contida em suas letras. O resultado é uma devoção quase religiosa.

Música que vende

Lady Gaga Pressebild 2011 Born This Way

Visual agressivo e música pop

A música foi o caminho mais fácil que Lady Gaga encontrou para conseguir dominar a arte de ser famosa e se fazer ouvida. Nesse ponto foi crucial saber como balancear talento musical e tino comercial. Ela cresceu estudando piano e canto. Depois de um ano de estudos de música e arte, largou tudo para tentar a carreira no mundo da música.

Inicialmente seu trabalho era centrado num repertório de baladas, que cantava tocando piano. Mas esse não era o caminho mais rápido para a fama. Ela começou a compor com diversos produtores e acabou sendo contratada pela gravadora Interscope para escrever música para artistas como Britney Spears e New Kids on The Block.

Com um novo repertório pop e seu talento vocal, em pouco tempo Lady Gaga conseguiu um contrato para gravar o primeiro disco. Assim surgiram as músicas que abriram caminho para o sonhado sucesso. A fama também deu nome ao primeiro disco, The Fame, com música pop cheias de referências ao universo dos famosos, boa produção e refrãos melódicos e grudentos. Correr riscos ainda não era permitido. Hoje é.

"Ela é extremamente profissional e determinada e eu não esperava que ouvisse artistas tão diversos como Morrissey e Nitzer Ebb", declarou à Deutsche Welle Jeppe Larsens, co-autor de duas músicas do novo disco, incluindo o primeiro single, Born This Way.

O novo álbum é cheio de referências ao rock americano dos anos 80 e à música eletrônica dos 90, mas de alma extremamente pop. Mesmo com essa sonoridade um pouco mais violenta, e até histérica, Gaga manteve os refrões que grudam na cabeça. Livre, mas sem perder o foco.

A arte da fama

Lady Gaga Pressebild 2011 Born This Way

Gaga se declara mestre na arte da fama

Para se tornar um ícone em tão pouco tempo, a música não basta. Mestre na arte da fama, como ela mesma diz, Lady Gaga precisava colocar em prática tudo que aprendeu com seus ídolos. Sua imagem, que sempre foi muito importante, tomou um rumo inesperado e exagerado depois que suas primeiras músicas começaram a tomar conta das paradas.

Inspirada em Andy Warhol, Lady Gaga quer se cercar das pessoas mais criativas e talentosas para criar seu próprio universo. Estilistas, maquiadores, designers, produtores, fotógrafos – um exército que ajuda a criar visual, aparições, fotos e shows.

"Infelizmente, para sobreviver como artista no mundo de hoje você precisa ter um bom senso para os negócios e estar sempre na frente dos outros", diz Cat Hartwell, da banda Next Nikki. "Gaga não tem medo de arriscar, isso faz seu trabalho único e não conseguimos ficar indiferentes."

Cat já integrou diversas bandas do cenário alternativo de Nova York e vive na área onde Lady Gaga viveu antes da fama. "Já vi Gaga num restaurante do bairro. Assim é Nova York, sem saber você pode estar sentado ao lado de alguém com a carreira a ponto de explodir, mas você tem seus próprios sonhos para seguir", completou Cat.

As bandeiras certas

A devoção quase religiosa dos fãs a Lady Gaga é sustentada em grande parte não só pela música ou pelo visual dela. Sua mensagem, com ar de autoajuda, prega o amor próprio e a aceitação. A cantora declarou que sempre foi excluída e sofria bullying quando adolescente.

Outra bandeira que Lady Gaga levanta como nenhuma outra celebridade levantou é a dos direitos dos gays. Para o jovem ativista gay americano Nathan Manske, essa é uma grande razão para se admirar a cantora. Nenhum outro artista pop foi tão explícito ao falar sobre o tema e participar de ações políticas em prol dos direitos dos gays.

"Não sei sei se as letras ou o discurso de Lady Gaga vão criar uma nova geração mais tolerante, mas com certeza vão transformar a vida de muitos jovens e mostrar que eles não estão sozinhos", declarou Nathan à Deutsche Welle.

Lady Gaga Portland

Ativista dos direitos gays



Interação com os fãs na rede

Lady Gaga é também a primeira grande estrela da era da internet e ela não existiria como a conhecemos hoje se não soubesse usar a rede para criar o seu séquito de pequenos monstros. Para a jornalista Flávia Durante, da revista TPM, a cantora sabe muito bem cativar seus fãs, principalmente através do Twitter. “Ela solta novidades em primeira mão e responde diretamente aos fãs. Ela sabe como interagir, mesmo que às vezes solte algumas bobagens”, diz a jornalista.

Num mundo em que fama e dinheiro é quase tudo, Lady Gaga chegou com força e uma velocidade impressionante ao topo. Mas com a informação correndo cada vez mais rápido, ela tem como sobreviver? Flávia aposta que não. "Como tudo na era da internet é muito mais rápido, outras vão surgir logo. Ela mesma já disse que sabe que o seu tempo é contado." Isso só o tempo poderá dizer.

Texto: Marco Sanchez
Revisão: Alexandre Schossler

Leia mais