1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Bomba encontrada na estação de Bonn tinha alto poder de destruição

Motivação da tentativa de atentado ainda é incerta. Suspeitos ligados ao radicalismo islâmico foram detidos para averiguação, mas liberados depois do interrogatório. Polícia divulgou retrato falado de dois suspeitos.

Nordrhein-Westfalen/ Ein Fahndungsplakat der Polizei, das einen Tatverdaechtigen zeigt, der am Montag (10.12.12) am Bahnhof in Bonn eine Tasche mit einem verdaechtigen Gegenstand abgelegt haben soll, haengt am Mittwoch (12.12.12) in Bonn vor dem Hauptbahnhof. Die Polizei fahndet nach dem Bombenfund am Bonner Hauptbahnhof weiterhin nach einem Unbekannten. Ein 14-Jaehriger Schueler soll den Mann beim Ablegen der Tasche gesehen haben. Laut Polizei handelt es sich um einen dunkelhaeutigen Mann im Alter zwischen 30 und 35 Jahren. (zu dapd-Text) Foto: Sascha Schuermann/dapd

Deutschland Terror Bonn Behörden suchen nach Bombenfund weiter nach Verdächtigen

Foi confirmado nesta quarta-feira (12/12) que o artefato encontrado na principal estação ferroviária de Bonn, na Alemanha, na segunda-feira, tinha alto poder de destruição. A bomba estava numa mala azul, que foi deixada em uma das plataformas de embarque. De acordo com o Procurador Geral da República, Harald Range, o material é "extremamente perigoso".

Segundo o site alemão FAZ.NET, a bomba teria o mesmo poder de destruição que o explosivo detonado em Madri e que deixou cerca de 200 mortos em 2004.

Dois suspeitos ligados a grupos radicais islâmicos foram detidos para averiguação na terça-feira, mas liberados depois de serem interrogados. Os dois homens seriam integrantes do movimento reformista islâmico conhecido como Salafismo, de tendência extremista.

A motivação para o suposto atentado ainda está sendo investigada. A polícia divulgou retratos falados de outros dois suspeitos. Um deles foi identificado segundo descrições repassadas por estudantes. Segundo os jovens, o homem que deixou a bolsa na plataforma da estação tinha entre 30 e 35 anos, cerca de 1,90 metro de altura e pele morena.

Novo suspeito

Nesta quarta-feira a polícia divulgou o retrato falado de um segundo suspeito, de pele clara. O homem foi filmado pelas câmeras de segurança da estação carregando a bolsa com os explosivos.

Na bolsa havia um recipiente com um tubo metálico com nitrato de amônia. A substância pode ser usada para fertilizantes, mas também como explosivo. Em volta do tubo, havia quatro cartuchos de gás butano, além de um despertador a pilha. O detonador não foi encontrado.

Não há informações de que se trata de um atentado praticado por terroristas islâmicos. A polícia não confirma a informação sobre os suspeitos salafistas. "Essa informação, definitivamente não vem de nós", disse o porta-voz da polícia.

Logo após a polícia ser informada do artefato, a estação de Bonn foi cercada por homens do esquadrão antibomba, que desativaram o explosivo com um jato d'água. Não houve registro de danos ou feridos.

Todas as saídas e entradas foram lacradas com fitas para impedir que as pessoas circulassem no local. No dia seguinte à ameaça, as principais lojas da cidade tinham nas suas vitrines um cartaz com a foto do primeiro suspeito e endereços e telefones para denúncias.

CN/dapd/dpa/rtr
Revisão: Francis França

Leia mais