Bolsas de Frankfurt e Nova York negociam fusão | Notícias e análises sobre a economia brasileira e mundial | DW | 10.02.2011
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Bolsas de Frankfurt e Nova York negociam fusão

A alemã Deutsche Börse, de Frankfurt, e a bolsa de Nova York estão a poucos passos de uma fusão. Planos são reação à tendência de concentração no setor de bolsas de valores.

default

Fusão criará gigante do setor de bolsa de valores

Os planos de fusão entre as operadoras de bolsas de valores NYSE Euronext e Deutsche Börse foram confirmados na quarta-feira (9/2). Caso o negócio se concretize, ele poderá dar origem a um dos maiores conglomerados financeiros do mundo, sob controle dos alemães.

Ambas as empresas confirmaram que as negociações estão "avançadas", mas ressaltaram que "não há ainda um acordo e nenhuma certeza de que a fusão realmente ocorrerá". Ambas as partes já haviam negociado uma fusão há cerca de dois anos, sem sucesso.

Com a megafusão, poderia ser criada a maior bolsa do mundo, com sucursais em Nova York, Paris e Frankfurt, com uma capitalização combinada de mercado de 24 bilhões de dólares.

Deutsche Börse Bulle und Bär im Frühling

Touro e urso, símbolos da bolsa de Frankfurt

A Deutsche Börse deve, segundo a própria empresa, deter entre 59% e 60% de participação no novo grupo, cuja chefia ficaria com o atual presidente da NYSE Euronext, Duncan Niederrauer. O atual presidente da Deutsche Börse, Reto Francioni, assumiria o posto de presidente do conselho administrativo.

Sede jurídica na Holanda

Niederauer comandaria a partir de Nova York, enquanto Francioni permaneceria em uma segunda sede, em Frankfurt. Já a sede jurídica da companhia ficaria na Holanda.

O valor da operadora da bolsa de Frankfurt é estimado atualmente em 11,4 bilhões de euros, enquanto a NYSE vale o equivalente a 7,8 bilhões de euros. Especialistas sempre ressaltaram a grande rentabilidade da Deutsche Börse, que teve nos primeiros nove meses de 2010 um lucro de 479 milhões de euros, em um faturamento de quase 1,6 bilhão de euros. Em comparação, a NYSE obteve em todo ano de 2010 um lucro de 548 milhões de dólares (cerca de 400 milhões de euros), com um faturamento de 4,4 bilhões de dólares.

Tendências de concentração

Com os planos de fusão, as duas empresas reagem à pressão crescente no panorama mundial de bolsas, que tende a ser dominado por um número cada vez menor de grandes companhias. Apenas horas antes da confirmação das negociações, as bolsas de Londres e de Toronto haviam anunciado sua fusão. Paralelamente, a bolsa de Singapura ofereceu cerca de 5,9 bilhões de euros pela rival Australian Securities Exchange.

MD/rtrs/dpa
Revisão: Roselaine Wandscheer

Leia mais