1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Boko Haram sequestra mais 100 mulheres na Nigéria

Fundamentalistas ligados à Al Qaeda retomam atentados no nordeste do país, apesar das promessas de libertação de estudantes cativas há seis meses e de um acordo com o governo. Só em 2014, grupo já matou 2 mil pessoas.

O grupo terrorista islâmico Boko Haram sequestrou aproximadamente mais 100 meninas e mulheres na Nigéria, desde o último fim de semana. Segundo notícia do jornal nigeriano The Punch, publicada nesta quinta-feira (23/10), os fundamentalistas teriam levado 40 delas, todas jovens, de povoados do estado de Adamawa, no nordeste do país.

Antes, testemunhas haviam relatado investidas contra duas localidades na mesma região, em que 60 meninas e adolescentes foram raptadas. Cerca de 100 milicianos teriam invadido os locais em Adamawa, fuzilado diversos homens, saqueado e incendiado casas e lojas.

O Boko Haram ainda mantém em seu poder cerca de 200 estudantes sequestradas em abril último, num caso que despertou indignação internacional. Pouco antes dos novos raptos, o governo em Abuja divulgara que as colegiais deveriam ser soltas ainda esta semana, depois de seis meses de cativeiro.

Para isso, foi fechado com os radicais islâmicos um acordo que incluía um cessar-fogo temporário. No entanto, no fim de semana eles retomaram sua série de ataques. Nesta quarta-feira, pelo menos quatro pessoas morreram num atentado a bomba a um ponto de ônibus em Azare, no estado de Bauchi.

O grupo nigeriano se define como parte da rede terrorista Al Qaeda e tem como meta fundar um Estado fundamentalista islâmico. Desde 2009, seus seguidores têm invadido povoados e executado atentados. Segundo dados da organização de direitos humanos Human Rights Watch, somente em 2014 o Boko Haram já matou em torno de 2 mil pessoas.

AV/ rtr/afp

Leia mais