1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

BND apaga termos de busca da NSA usados em espionagem

Agência de inteligência alemã teria encontrado em 2013 milhares de termos usados pelos americanos para espionar autoridades europeias e teria apenas deletado os arquivos.

O Departamento Federal de Informações da Alemanha (BND) teria apagado milhares de termos de busca com os quais a Agência de Segurança Nacional (NSA) dos EUA tentou espionar governos europeus, afirmou nesta sexta-feira (01/05) a revista alemã Spiegel.

De acordo com a publicação, em agosto de 2013 funcionários do BND, ao analisarem arquivos de busca ativas da NSA, encontraram cerca de 12 mil seletores com as abreviaturas "diplo", "bundesamt" (presidência) e "gov", ou seja, componentes de endereços eletrônicos usados por diplomatas, autoridades e governos na Alemanha e em outros países europeus. Os termos de busca teriam sido usados para filtrar os bancos de dados do BND.

No dia 14 de agosto de 2013, um funcionário da agência de inteligência alemã teria informado o responsável sobre a descoberta. De acordo com a Spiegel, ele teria escrito "o que eu devo fazer?" e recebeu como resposta de seu superior "apague".

Nos arquivos dos seletores teriam sido encontrados alguns endereços eletrônicos de diplomatas do alto escalão da França. Além disso, também havia e-mails de instituições europeias e vários governos europeus.

Segundo o jornal Bild am Sonntag, o governo da Áustria também teria sido alvo de espionagem da NSA em cooperação com agência alemã. Fontes ouvidas pelo periódico afirmam que o termo "bundesamt" se refere, na verdade, a autoridades austríacas.

O escândalo de cooperação entre BND e NSA para espionagem foi revelado pela Spiegel no último 23 de abril. De acordo com a publicação,

funcionários da agência alemã ajudaram os EUA a espionar alvos europeus

, como o Grupo Airbus e autoridades de diversos países.

CN/dpa/rtr

Leia mais