1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Eleição na Alemanha

Blogueiros montam quebra-cabeça dos partidos

Como a blogosfera alemã está captando o impasse eleitoral no país? Opinião é o que não falta.

default

Previsão mesmo ninguém arrisca

O que seria da mídia alemã sem seus blogs? Na cobertura das eleições de domingo passado (18/09), enquanto as câmeras de tevê ficaram coladas nos políticos engravatados, a observação livre do acontecimento na internet oferecia impressões interessantes às margens do espetáculo.

A comunidade de blogueiros comentou de forma variada o fato de que nem o governo e nem a oposição na Alemanha tem maioria para governar o país. No spielverderber.twoday.net, Moccalover não via luz no fim do túnel: "De fato, o resultado espelha perfeitamente a situação: o premiê quis pressionar uma decisão, convocando novas eleições, mas os eleitores só fizeram confirmar o empate que poderiam ter eliminado".

"Governos por um triz"

A sensação de que a política se encontra num beco sem saída foi descrita por Sven Lehmann no wahlblog.de: "A clareza ainda é menor do que antes das eleições. Vai ser interessante ver o novo rumo da Alemanha sob esses 'governos por um triz', como os que tivemos nos últimos anos".

Bildgalerie Nach den Wahlen Schröder

Premiê Gerhard Schröder recebe flores de seus correligionários um dia após as eleições

O comportamento do premiê Gerhard Schröder logo depois da apuraçao dos votos também gerou muita discussão. Markus Schlegel disse no wahlblog.de que "Schröder parece ter perdido qualquer senso de realidade", por ter se comportado como vencedor do pleito. A candidada da oposição, Angela Merkel, também não recebeu nenhum elogio. "Parece que Merkel tem que derrubar Schröder dentro do SPD ou colocar liberais e verdes nos eixos", disse Mathias Fischer no wahlblog05.

Angela Merkel im Fraktionsvorsitz bestätigt

Angela Merkel, reeeleita líder da bancada da oposição conservadora

E as especulações por parte dos adeptos do governo não são muito diferentes. Em seu blog Von Herzen links (Esquerda de coração), a política social-democrata Andrea Nahles questiona se "será mesmo Angela Merkel quem vai liderar as negociações de coalizão para os partidos cristãos".

Divórcios e casamentos forçados

Os partidos pequenos também estão na mira dos blogueiros. O Partido Liberal (FDP), por exemplo, provocou muita discussão, ao se negar terminantemente a compor com social-democratas e verdes. Uns elogiam o "comportamento de estadista" do líder liberal Guido Westerwelle, enquanto outros atacam o "purismo" do partido e seu recuo "no canto dos vencedores desiludidos".

"Na minha opinião, receber os votos do eleitorado implica responsabilidade de colaborar de forma construtiva com a composição do governo. Com um percentual tão significativo de quase 10% dos votos, automaticamente vinculado à oposição conservadora, os liberais aumentam ainda mais a dificuldade de formar uma nova coalizão", opina Lambach, no küchenkabinett.

Quem vai integrar a coalizão de governo e quem vai ficar na oposição? Os blogueiros não economizaram especulações. Considerando que liberais, verdes e esquerdistas já insinuaram que se vêem na oposição, Peter Hamm prevê no buergerblog uma grande coalizão entre social-democratas e democrata-cristãos.

Mas esta alternativa não é vista com muito otimismo pela comunidade de blogueiros. No wahlblog05, Ellebee teme caos, em caso de uma grande coalizão: "Independente do que for negociado, vai ser um casamento forçado e com demasiadas concessões".

Alternativas inusitadas

Namibia Flagge

Bandeira da Namíbia

Mas as coisas não precisam ser como sempre foram. No fuckup.twoday.net, Hackmeck deixa de lado combinações já cogitadas, como uma "coalizão Jamaica", com democrata-cristãos e social-cristãos (preto), liberais (amarelo) e verdes, ou uma "coalizão semáforo", com social-democratas (vermelho), liberais e verdes, e propõe uma "coalizão Namíbia": social-democratas, verdes e social-cristãos (azul).

Basta acompanhar a argumentação de Schröder e dividir os conservadores cristãos em CDU (União Democrata Cristã) e CSU (União Social Cristã, da Baviera): isso já possibilitaria a combinação mais criativa entre vermelho, verde e azul. Isso só daria certo se os cristãos bávaros concordassem, é claro.

Apesar de todos os palpites, nenhum blogueiro arrisca fazer prognósticos sobre o futuro governo da Alemanha. Concluindo como Dirks no bembelkandidat.blogg.de, daria para dizer que "a única coisa que resta à blogosfera é ler o futuro na borra do café, a não ser que algum político resolva publicar no seu blog pessoal, em primeira mão, uma composição de governo que tenha um efeito bombástico".

Leia mais

Links externos