1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Futebol

Blatter e Platini recorrerão de banimento imposto pela Fifa

Presidente da Fifa diz que se tornou um "saco de pancadas" e volta a negar as acusações contra ele. Chefe da Uefa fala em farsa para sujar o seu nome.

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, e o presidente da Uefa, Michel Platini, afirmaram nesta segunda-feira (21/12) que vão lutar contra o afastamento imposto pelo Comitê de Ética da federação, que os baniu de qualquer atividade relacionada ao futebol por um período de oito anos.

"Temos que nos defender", afirmou Blatter em Zurique. "Espero que Platini sinta o mesmo. Acredito em Deus, mas também acredito em mim. Lutarei pela minha recuperação", afirmou. Ele disse ainda acreditar que estará liberado para participar do Congresso da Fifa, no dia 26 de fevereiro.

"Não estou envergonhado. Arrependido, sim, mas não envergonhado. Sinto vergonha da decisão do Comitê de Ética", afirmou. "Digo que eles não têm o direito de agir contra o presidente. O presidente da Fifa apenas pode ser afastado de suas atividades pelo Congresso da Fifa."

Platini e Blatter já haviam sido suspensos por 90 dias em outubro, no âmbito de uma investigação sobre um pagamento de 2 milhões de francos suíços a Platini pela Fifa, ordenado por Blatter em 2011. O dinheiro seria referente a serviços de consultoria prestados por Platini a Blatter durante 1999 e 2002. Ambos negam irregularidades.

Sobre o caso, Blatter diz que havia um acordo de cavalheiros entre os dois. "Esse acordo foi feito em 1998, na França, logo após a Copa do Mundo. Platini disse que gostaria de trabalhar para a Fifa, eu disse que isso seria maravilhoso, e ele pediu 1 milhão de francos suíços. Eu disse que pagaria uma parte agora e outra mais tarde." O presidente da Fifa disse que não lhe passou pela cabeça questionar o valor pedido pelo francês e que havia, de fato, uma dívida a ser paga.

"Saco de pancadas"

"Sou um homem de princípios. Sempre digo: nunca aceitei dinheiro pelo qual não trabalhou, pague suas dívidas. Agora dizem que tentei comprar, através de Platini, votos para a eleição de 2011", disse Blatter, negando as acusações.

"Lamento que eu seja um saco de pancadas enquanto ainda sou presidente da Fifa. Lamento pelo futebol e pela Fifa, aos quais servi por mais de 40 anos. Mas também lamento por mim, pela forma como sou tratado."

Platini declarou, em comunicado, que vai recorrer da punição em tribunais esportivos e civis e que a decisão do Comitê de Ética seria uma farsa com o objetivo de sujar seu nome. "Essa decisão não me surpreende", disse.

"Além de ir ao Tribunal Arbitral do Esporte, estou determinado a recorrer, na hora devida, a cortes civis, para que sejam ressarcidos os danos que tenho sofrido durante longas semanas", afirmou. "Estou em paz com minha consciência."

RC/afp/rtr/dpa

Leia mais