1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Birkenstock: a "sandália de alemão"

A Birkenstock é sinônimo de um típico calçado alemão à venda em várias partes do mundo. As sandálias largas e hoje também coloridas, que já foram consideradas bregas, conquistaram os pezinhos e pezões mais exigentes.

default

Modelos com cores da moda, sem perder o tradicional conforto

O solado de cortiça criado no final do século 19 pelo sapateiro Konrad Birkenstock é produto característico da empresa. Já a típica sandália ecológica, desenvolvida nos anos 60 por Karl Birkenstock, consolidou a marca no mercado alemão e está em plena expansão pelo mundo.

Brasil, Estados Unidos, Canadá, Austrália e Japão são exemplos de países onde a Birkenstock possui representantes comerciais. A exportação alcança até o longínquo arquipélago de Fiji, na Oceania.

A matriz da empresa, localizada no pequeno lugarejo de Vettelschoss, no Estado da Renânia-Palatinado, é modesta perante sua enorme atuação no mercado internacional. Mas, como diz o velho ditado, as aparências enganam. Com uma tradição no mercado de sapatos desde 1774, a Birkenstock é uma empresa familiar com um bem estruturado sistema administrativo.

De pai para filho

Seu atual presidente, Karl Birkenstock, de estilo conservador, delegou para seus três filhos, todos na faixa dos 30 anos, a incumbência de gerenciar os negócios operativos. O patriarca prefere comandar a empresa sem estar em evidência.

Nada é feito sem planejamento e a preocupação com o desenvolvimento é uma constante. Os calçados Birkenstock são produzidos em dez fábricas espalhadas pela Alemanha com cerca de dois mil funcionários.

Para otimizar a troca de informações no nível interno e melhor atender os representantes, a empresa criou um sistema próprio de informática. Os pedidos podem ser feitos on-line. O uso do computador, entretanto, não substituiu o contato direto com o cliente.

Uma área de 600 metros quadrados na sede em Vettelschoss abriga um mostruário permanente com os modelos produzidos, montado para atender os representantes nacionais e internacionais. Duas vezes por ano, a empresa promove uma feira para apresentar os lançamentos aos mais de 500 distribuidores alemães.

Do brega ao moderno

As sandálias anatômicas, hoje cultuadas por jovens, nem sempre foram consideradas peças dignas de um guarda-roupa arrojado. Durante bom tempo foram rejeitadas por serem usadas por uma tribo de alternativos e hippies ou de pessoas com problemas ortopédicos.

Heidi Klum kreierte neue Birkenstock-Kollektion

Modelos da Coleção Heidi Klum

Hoje os calçados Birkenstock conseguiram se distanciar desta imagem graças ao marketing para rejuvenescer o produto. A top model alemã Heidi Klum, por exemplo, foi convidada a criar uns modelos de sandálias. "Heidi mora em Nova York. Birkenstock é uma marca de sucesso por lá. Depois de um ano e meio de negociações chegamos a um acordo. Ela já desenvolveu três pares de sandálias dentro da coleção Heidi Klum", contou o assessor de imprensa da Birkenstock, Marco Picado, à Deutsche Welle.

Cortiça natural, látex e camurça

Isso não quer dizer que os calçados mais tradicionais tenham sido abolidos do catálogo de ofertas. Embora as linhas Papillio e Asian Print sigam as tendências da moda, a linha Boston mantém o estilo mais clássico, com o original solado de cortiça.

Com curvas anatômicas que seguem a forma do pé, o solado é feito a partir da mistura de fina cortiça natural com látex com as laterais revestidas com camurça. O encaixe para o calcanhar, o apoio da base dos dedos e a borda do solado alta proporcionam conforto, auxiliam a circulação sanguínea e protegem os dedos dos pés. O solado Birkenstock é ainda modelado para que o peso de corpo seja distribuído de modo uniforme através da base do pé.


Sucesso made in Germany

Em 2003, a Birkenstock comercializou cerca de 12 milhões de pares de calçados. O faturamento da empresa ultrapassou a marca dos 500 milhões de euros. Apesar do crescimento e do número cada vez maior de representantes no estrangeiro, a empresa não pensa em expandir sua linha de produção ou logística para o exterior.

De acordo com o gerente de vendas Bernd Hillen, a Birkenstock pretende continuar sendo uma fabricante de calçados "100% Made in Germany".

Leia mais

Links externos