1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Berlinense Ursula Krechel recebe Prêmio Alemão do Livro

Única mulher entre os favoritos para o prêmio, a autora se tornou conhecida sobretudo através dos 13 volumes de poesia que publicou até hoje.

Somente aos 60 anos de idade é que a escritora berlinense Ursula Krechel viria a escrever seu primeiro romance, Shanghai fern von wo (Xangai distante de onde, em tradução livre), uma obra altamente premiada. Por seu segundo livro, Landgericht (Tribunal Regional), Ursula Krechel, hoje com 64 anos, venceu o Prêmio Alemão do Livro.

Segundo o júri responsável pela escolha, a obra em questão é um "romance tocante, politicamente pertinente, moderno e de um frescor impressionante em sua abordagem". O júri, composto por sete profissionais do setor, avaliou durante os últimos cinco meses um total de 162 obras publicadas entre outubro de 2011 e meados de 2012 no país. Em uma seleção prévia, foram escolhidos 20 títulos para avaliação até a decisão final pelo nome de Krechel.

Inspiração casual

"Sempre pensei que eu fosse uma corredora de curta distância, mas agora percebo que consigo chegar de joelhos também numa maratona", declarou Krechel. Seu livro, que mistura realidade e ficção, trata da história de um emigrante judeu, que, depois de sua fuga dos nazistas, retorna à Alemanha no pós-guerra, em 1947, mas não consegue mais se sentir em casa em sua terra natal.

Para a construção do personagem, a autora se inspirou em um advogado, de quem ela por acaso leu um parecer quando pesquisava a respeito de seu primeiro romance, centrado na história de um refugiado. Segundo Krechel, este homem primava pela inteligência e era "um guerreiro, alguém que queria alguma coisa".

Temáticas feministas e sociais

Nascida em 1947 em Trier, filha de um psicólogo, Ursula Krechel colaborou, quando ainda estava na universidade, com a emissora de televisão WDR e com o jornal Kölner Stadt-Anzeiger. Após concluir seu doutorado, trabalhou como dramaturga em um teatro de Dormund, antes de assumir oficialmente a profissão de escritora a partir de 1972.

Durante muito tempo, ela se envolveu com movimentos feministas. Mais tarde, optou por abordar também outros temas de relevância social em seus poemas e ensaios. "Meu interesse sobre a condição da mulher foi se ampliando cada vez mais em direção a um interesse pela condição do ser humano", afirmou a escritora certa vez.

O Prêmio Alemão do Livro é concedido desde 2005, tendo se tornado uma das principais premiações literárias do país. O vencedor, que a quem é destinado um total de 25 mil euros, recebe tradicionalmente o prêmio na noite que antecede a abertura da Feira do Livro de Frankfurt, que começa nesta terça-feira (9/10).

SV/dpa/dapd
Revisão: Francis França

Leia mais