1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Berlim tem fim de semana de vandalismo

Dezenas de mascarados destroem vidraças e incendeiam vários carros de luxo. Secretário do Interior de Berlim reprime "anarquistas de esquerda" por não terem "respeito pela propriedade alheia".

Pela segunda noite consecutiva, dezenas de mascarados vandalizaram em vários bairros de Berlim, demolindo e tocando fogo em diversos carros e jogando pedras contra vitrines. Eles também destruíram as vidraças de uma agência bancária.

O secretário do Interior de Berlim, Frank Henkel, classificou neste domingo (07/02) os incidentes de "ações terroristas" e disse que fotografias mostram "que anarquistas de esquerda encapuzados só se preocupam com a destruição e não têm nenhum respeito pela propriedade de seus concidadãos".

Na noite de sexta-feira, entre 20 e 40 pessoas pedalaram pela cidade, destruindo 28 carros e quebrando várias janelas. Na noite de sábado, vândalos mascarados destruíram aproximadamente 20 veículos. Segundo testemunhas, a gangue era composta por 50 a 100 pessoas.

Não houve feridos e nenhuma prisão foi feita. Uma equipe de investigadores especializados em crimes de motivação política está analisando possíveis suspeitos.

Num comunicado postado numa página de internet usada por simpatizantes da extrema esquerda, um grupo entitulado "comando social-democrático de ciclistas populares" reivindou a responsabilidades por ter "desmantelado e incendiado carros de luxo".

Tensões entre autoridades de Berlim e a cena anarquista na capital alemã tem crescido desde 13 de janeiro, quando esquadrões da polícia invadiram um prédio ocupado no bairro de Friedrichshain.

Na capital alemã há constantemente protestos contra supostas "reformas luxuosas" de bairros residenciais. No sábado, aproximadamente 4 mil pessoas protestaram contra a gentrificação e fizeram campanha pelos direitos de posseiros.

Um porta-voz da polícia disse que a passeata foi pacífica, embora alguns manifestantes terem arremessado garrafas e fogos de artifício de um edifício previamente ocupado. Cinco policiais ficaram levemente feridos e duas pessoas foram presas.

PV/dpa/ots

Leia mais