1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Berlim tem arquivo de vozes de animais

Você já imaginou o que uma toupeira tem a dizer? Sabia que os pássaros cantam em dialeto? O arquivo de vozes de animais em Berlim gravou 110 mil vozes de animais. Algumas já estão até disponíveis como toques de celular.

default

O ex-ministro Jürgen Trittin em 'conversa' com um hipopótamo

O jovem pesquisador Günter Tembrock só queria testar o novo gravador no parque zoológico de Berlim em 30 de outubro de 1951. Em seu escritório, captou a voz de uma coruja selvagem enquanto ela "conversava" com dois pássaros enjaulados. Esse foi o início do arquivo de sons de animais. A coleção logo se expandiu, com a colaboração de assistentes e estudantes, que gravaram mais "vozes" de animais em dois zoológicos berlinenses e, mais tarde, de animais silvestres.

BdT Zwei drei Monate altes Loewenjunge Zuri, links und Azana, rechts, werden von Tierpflegern am Sonntag, 9. Juli 2006, im Rostocker Zoo gehalten

"Vamos bater um papo?"

Hoje, o arquivo da Universidade Humboldt em Berlim é uma das maiores e mais antigas coleções de sons de animais do mundo, com 110 mil amostras. Ela contém amostras de 1,8 mil espécies de pássaros, a maior coleção do mundo de sons de mamíferos, 150 espécies de artrópodes, espécies de anfíbios e répteis. Ela possui inclusive a única gravação já feita com uma toupeira.

Sexto sentido para os bichos Dois terços das gravações foram feitas em cativeiro e um terço delas em ambiente selvagem na Europa Central e do Leste, no Cáucaso, Ásia Central, África, América Central e na Antártida. O diretor do arquivo, Karl-Heinz Frommolt, disse que gravar animais selvagens nunca é fácil. "Eu não tenho truques, a melhor maneira é sentar e esperar, esperar, esperar. É preciso desenvolver um sexto sentido para os animais".

Após estudar uma espécie em particular durante um longo tempo, é possível para um especialista sentir quando o animal vai começar a expressar algum som, acrescentou o diretor do arquivo. Ele mesmo, um biólogo, está se especializando na observação de lobos. "É um sentimento maravilhoso uivar e escutar a resposta dos animais", disse Frommolt.

O dialeto dos animais

As vozes dos animais são usadas em Berlim para pesquisar seu comportamento. Por que, por exemplo, os pássaros cantam? "Os pássaros cantam principalmente por duas razões", explicou Frommolt, acrescentando que os animais podem se distinguir através de suas vozes. "Eles podem estar dando um sinal territorial ou cortejando uma fêmea. Na maioria das espécies de pássaros cantantes, só os machos cantam". As aves geralmente cantam em "dialetos", acrescenta o biólogo.

Klein, aber kess

Filhotes de pássaros imitam o canto dos pais

Elas aprendem as várias estruturas de músicas dos pais e vizinhos e – por serem territoriais – tendem a voltar ao lugar onde nasceram.

Variações geográficas também podem ser escutadas na comunicação de outras espécies, como o cervo vermelho. "Uma espécie de cervo da América do Norte assobia, mas nenhum inglês admitiria isso. Ele diria que eles urram. Se você escutar o som, entenderá por quê", comenta.

"S eu celular está bramindo"!

Embora o arquivo fique em Berlim, as gravações espalharam-se por todo o mundo. Instalações de áudio em museus e zoológicos do globo fazem uso dele e vozes raras de animais podem ser ouvidas na versão digital da famosa enciclopédia alemã Brockhaus.

Além disso, as vozes de seis espécies em extinção podem ser baixadas como ringtones de aparelhos celulares. Trata-se de uma campanha de proteção ambiental patrocinada pelo governo alemão com o sugestivo nome "A natureza está chamando".

O arquivo combina também meio ambiente com tecnologia e utiliza-se da internet para completar pesquisas em bioacústica. Estudiosos do arquivo de sons de animais da Universidade Humboldt juntaram-se a especialistas em computação da Universidade de Bonn para investigar a poluição sonora e sua influência na vida animal.

"Na Alemanha, é quase impossível encontrar um lugar sem poluição sonora. Acredito que essa poluição possa ser um problema para os animais e espero que o mundo mude em relação a isso", disse Frommolt.

Leia mais

Links externos