Berlim está na moda entre os turistas brasileiros | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 26.10.2011
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Berlim está na moda entre os turistas brasileiros

Diversidade cultural e um ambiente carregado de história atraem cada vez mais turistas brasileiros à capital alemã. No primeiro semestre do ano, eles foram os terceiros que mais gastaram.

default

Portão de Brandemburgo é um símbolo da capital alemã

Só no primeiro semestre de 2011 Berlim registrou quase 65 mil pernoites de turistas brasileiros, um crescimento de 31,5% em comparação com o mesmo período de 2009. O número vem crescendo desde 2006, quando a Copa do Mundo na Alemanha ajudou a divulgar o potencial turístico do país.

"Os brasileiros se identificam muito com os berlinenses, que são relax e curtem a cidade, com suas várias opções de cultura, lazer e compras", comenta Maria Valle Lopez, diretora para a América do Sul do Centro de Turismo Alemão (DZT). "Além disso, Berlim passou por várias mudanças históricas, como a queda do Muro, que mudou muito a cidade, e é uma capital multicultural e diversificada", observa.

A torre da tevê em Berlim, de onde é possível ter uma vista panorâmica da cidade de 360 graus da cidade a 365 metros de altura

A torre da tevê em Alexanderplatz: vista panorâmica de 360 graus da cidade a 365 metros de altura

Os visitantes com mais pernoites em Berlim são os procedentes da Grã-Bretanha, com 409.986 pernoites no primeiro semestre de 2011. Em seguida, vêm os italianos, com 350.421 pernoites, e os holandeses, com 304.024 pernoites no mesmo período.

Em relação à nacionalidade que mais gasta na Alemanha, os brasileiros estão em terceiro lugar, atrás de russos e árabes. "Os brasileiros gostam de comprar eletrônicos, mas também gastam com roupas, gastronomia e cultura", observa Lopez. É possível requisitar nas lojas a nota tax free e ter o imposto pago no ato da compra reembolsado no aeroporto.

Não é à toa que Berlim é tão procurada pelos turistas brasileiros: a cidade tem uma das melhores ofertas culturais da Europa. Há festivais de cinema, música e teatro o ano todo em seus mais de 200 museus, 3 casas de ópera, 8 orquestras e mais de 450 galerias, além de bares e instituições culturais independentes.

Além disso Berlim é uma das cidades mais verdes da Alemanha, com 33% de área verde – o que a torna propícia para velejar, para a prática de ciclismo e de outras atividades ao ar livre.

Trecho da East Side Gallery: o muro de Berlim em cor e arte pintado por 118 artistas de todo o mundo

East Side Gallery: o muro de Berlim em cor e arte pintado por 118 artistas de todo o mundo

Munique e a rota romântica

Em toda a Alemanha foram registrados 261.249 pernoites de turistas brasileiros só no primeiro semestre de 2011, um crescimento de 30,5% em relação a 2010. A expectativa é de que em 2011 seja igualado o atual recorde de crescimento: 42%, registrado em 2010, quando foram computados 200.191 pernoites de brasileiros nos hotéis alemães.

Com 39 mil pernoites de janeiro a julho de 2011, a segunda cidade mais procurada pelos turistas brasileiros é Munique, principalmente na época da Oktoberfest.

Muitos turistas visitam a festa da cerveja e depois alugam um carro para fazer a Rota Romântica, a mais famosa e popular da Alemanha, com 350 quilômetros ao longo do rio Meno, e que passa por inúmeros castelos dos contos de fadas, como o Castelo de Neuschwanstein, que atrai cerca de 1,3 milhão de visitantes por ano.

Os temas escolhidos para impulsionar o turismo em 2012 pelo DZT em 2012 são vinho e viagens de negócios. "Vamos divulgar a rota turística dos vinhos. A qualidade dos vinhos alemães melhorou muito, quase não se faz mais vinho doce, só se faz vinho seco e de alta qualidade", comenta Maria. A intenção, segundo ela, é mostrar que a Alemanha não é apenas cerveja e salsicha. "O turista vai voltar encantado", garantiu.

Flash Galerie Dirndls und Oktoberfest 12

Oktoberfest é outro destino favorito dos brasileiros na Alemanha

Autora: Bárbara Vieira
Revisão: Alexandre Schossler

Leia mais

Links externos