1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Berlim desenterra cabeça de Lênin

Após 24 anos sob o solo, parte da estátuta de líder soviético, que media quase 20 metros, integrará exposição sobre monumentos históricos da capital alemã.

Depois de 24 anos enterrada nos arredores de Berlim e da remoção de lagartos ameaçados de extinção que viviam no local, a cabeça da estátua gigante de Lênin foi desenterrada nesta quinta-feira (10/09). A peça fará parte de uma exposição na Cidadela de Spandau, no oeste da capital alemã.

O monumento de 19 metros de altura do líder soviético, esquecido sob o solo da capital alemã por mais de 20 anos, foi demolido dois anos após a queda do Muro de Berlim. Sua demolição se tornou um símbolo do fim da Alemanha Oriental e da queda do comunismo na Europa.

A estátua de granito, criada pelo escultor russo Nikolai Tomski, foi cortada em 130 pedaços antes de ser enterrada em um areal no sudeste de Berlim. Somente a cabeça pesa 3,5 toneladas e possui 1,70 metro de altura. Autoridades berlinenses afirmam que o resto da peça continuará enterrado.

Geborgener Lenin-Kopf erreicht Zitadelle

Cabeça de Lênin será peça central de exposição

A região onde a estátua foi esquecida tornou-se o habitat de lagartos ágeis (da espécie Lacerta agilis), estritamente protegidos pelas leis europeias de preservação da vida selvagem. Para que a peça fosse desenterrada, as autoridades tiveram que

remover os habitantes

do local. A utilização de guindastes, escavadeiras e caminhões para a "exumação" da cabeça perturbaria os animais, justamente no momento em que estão se preparando para acasalamento.

A homenagem ao líder soviético foi inaugurada originalmente em abril de 1970, na antiga Praça de Lênin, hoje Praça das Nações Unidas, no bairro berlinense de Friedrichshain. A cerimônia reuniu 200 mil pessoas poucos dias antes do 100° aniversário de Lênin.

A cabeça de Lênin será a peça central de uma exposição sobre monumentos históricos da capital alemã. “Como a estátua completa tem 19 metros de altura é impossível exibi-la em um espaço fechado, por isso decidimos expor apenas a cabeça, que é a parte mais conhecida”, contou Andrea Theissen, chefe do departamento cultural de Spandau.

A exposição deverá ter início somente no próximo ano. A história da destruição da estátua do líder soviético ficou famosa após o filme “Adeus, Lênin!”. No longa, é possível ver a cabeça sendo transportada por um helicóptero.

CN/dpa/rtr/afp

Leia mais