1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Berlim é famosa pelos seus lagos, cada um com estilo próprio

Para aqueles que querem mergulhar no verão, Berlim é o lugar certo. Nenhuma outra metrópole europeia tem tantos lagos e uma tradição banhista tão antiga – mas é preciso tomar cuidado com o que se esconde debaixo d'água.

Há pelo menos 75 lagos dentro dos limites da cidade de Berlim, sendo o Wannsee o mais conhecido deles. Ele está localizado em Zehlendorf, no extremo sudoeste da cidade, e é famoso pelas suas vilas e jardins elegantes. Num dia de verão, a vista é como um cartão postal pitoresco: velas brancas num mar de ondas suaves sob o céu azul.

O Wannsee conecta-se a muitos outros lagos de Berlim por vários canais e afluentes. Embora ele seja o lago mais famoso da cidade, é também o menos interessante para se banhar.

O Wannsee possui uma extensa e bem conservada praia pública, mas de que adianta isso se, depois de caminhar um quilômetro para dentro do lago, a água ainda bate na cintura? O Wannsee é o destino perfeito para quem prefere não se molhar muito.

O seu irmão do lado leste, o lago Müggelsee, tem uma atmosfera menos elegante e mais rústica, um pouco daquele ar da antiga Alemanha Oriental, mas é mais indicado para as pessoas que realmente gostam de se molhar. O Müggelsee é maior e, quando a cidade foi dividida, era o lugar favorito dos berlinenses orientais, que lá relaxavam, nadavam, andavam de bicicleta e barco, além de caminhar pelas trilhas da floresta que o rodeiam.

Outro lago interessante de Berlim é o Tegelersee, localizado na parte norte da cidade. É conhecido por suas praias de areia branca e sete pequenas ilhas. A maior delas abriga uma escola agrícola completa, que conta até com uma fazenda.

Existem três ilhas que podem ser alcançadas de barco. O território delas é dominado por hortas particulares, vigiadas possessivamente por seus proprietários. E não é para menos! Imagine ter sua própria horta numa ilha, um paraíso completo com uma pequena casa de madeira e muito conforto numa das cidades mais animadas do planeta.

Mas considere-se avisado: quando se trata de lidar com visitas, os moradores destas ilhas defendem a antiga reputação de hostilidade dos berlineses. Se você conseguir lidar com uma recepção "fria", o Tegelersee pode fazer seu dia, com uma linda paisagem da ilha.

Berlin Wannsee

O Wannsee é o lago mais famoso de Berlim

O "Lago Ness" de Berlim

Cada lago de Berlim tem sua própria personalidade e atrai um grupo específico, como famílias, nudistas, pescadores, jovens, admiradores da natureza, arruaceiros ou donos de cães. O Schlachtensee, no entanto, é um lago popular entre todos os tipos de banhistas. Ele fica apenas a alguns minutos de trem partindo do centro da cidade e a estação está a poucos passos da beira do lago.

Há, no entanto, uma particularidade neste lugar idílico. Segundo uma lenda urbana, ele é a casa do monstro marinho Nessi. A lenda de Berlim pode não superar o majestoso mito do lendário Lago Ness – mas qual outra metrópole ultramoderna pode se vangloriar de ter um monstro marinho em seu quintal?

A lenda do Nessi começou há alguns anos. Em 2008, uma jovem nadava pelo Schlachtensee e foi mordida na perna por uma criatura misteriosa que surgiu inesperadamente do fundo do lago. Ela ficou seriamente ferida e acabou no hospital.

Quando o incidente chegou aos jornais, muitos pescadores afirmaram ter visto uma criatura ameaçadora em diversas ocasiões. As autoridades municipais se mostraram pouco dispostas a aceitar a existência de um moderno monstro aquático. Elas preferiram dizer que se trata de um siluro gigante.

FKK in der DDR

Nudismo no lago Müggelsee, nos tempos da Alemanha Oriental

Segundo a Wikipédia, um siluro é um peixe caçador que usa suas nadadeiras peitorais para criar um redemoinho e, em seguida, sugar a presa com a boca, que mais parece um aspirador a vácuo. Dessa forma, ele engole a presa inteira. Uma descrição bem parecida com a de um verdadeiro monstro marinho.

As autoridades de Berlim, no entanto, não estão nem aí para a potencial ameaça que o monstro representa. Resta a cada morador de Berlim escolher a versão que preferir da história e, se tiver coragem, dar uns mergulhos no Schlachtensee.

Para quem não quiser se arriscar restam inúmeros outros lagos, incluindo o Müggelsee e o Tegelersee. Ou melhor ainda: uma das muitas piscinas públicas da cidade. Elas podem estar cheias de barulho, crianças que adoram espirrar água e multidões comendo batata frita, mas pelo menos vêm com a garantia de que não escondem monstros nas suas águas.

Autora: Leah McDonnell (gmf)
Revisão: Alexandre Schossler

Leia mais