Berg: Concerto para violino | Cultura europeia, dos clássicos da arte a novas tendências | DW | 01.05.2009
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Berg: Concerto para violino

default

Alban Berg (1885-1935) compôs o Concerto para violino em seu último ano de vida e o dedicou "à memória de um anjo", referindo-se a Manon Gropius, filha do arquiteto Walter Gropius e Alma Mahler. Trata-se possivelmente de sua obra mais popular, após a ópera Wozzeck .

Nele, o austríaco alia a avançada técnica dodecafônica, de seu mestre Arnold Schoenberg, à expressividade romântica e a um grande virtuosismo instrumental. Na tentativa de descrever a personalidade da homenageada, a obra inclui diversas citações, como ritmos de dança, uma melodia popular da Caríntia ou, ao final, o coral Es ist genug (Basta! Leva meu espírito, Senhor), de J.S. Bach.

Os dois movimentos são: Andante – Allegro ; O violinista Christian Tetzlaff é o solista desta gravação ao vivo, ao lado da Deutsches Symphonie-Orchester.