1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Bela latino-americana casa-se com príncipe de verdade

O casamento do príncipe da Holanda Willem-Alexander com a argentina Máxima Zorreguieta marcará a história do país pela grandiosidade e polêmica.

default

Príncipe Willem-Alexander e Máxima Zorreguieta

A Operação 020202 será levada a cabo com precisão militar, envolvendo a mobilização de, no mínimo, quatro mil policiais e 2.200 soldados. Eventuais desmancha-prazeres podem ir contando com prisão preventiva, faixas críticas não serão toleradas. Além disso, proibição do tráfego aéreo internacional sobre Amsterdã, câmeras especiais, cães farejadores, e os moradores das áreas de segurança só poderão chegar em casa armados de passes.

Guerra? Estado de sítio? Invasão extraterrena?

Não. Apenas um casamento.

Certamente não se trata de um matrimônio qualquer, mas sim o do príncipe Willem-Alexander com Máxima Zorreguieta. Uma plebéia de 30 anos de idade, católica e, para completar, argentina, filha do membro da junta militar Jorge Zorreguieta. Fato este que desencadeou uma crise em torno da casa real, o próprio governo holandês precisou dar permissão para o casamento.

Mas, no fim, o amor venceu, e Máxima conquistou o coração de seus futuros súditos. Entre suas virtudes menos poéticas, está o fato de finalmente romper a linhagem alemã na Casa de Orange-Nassau, que marca o título desde 1813. E os holandeses não são exatamente conhecidos por sua germanofilia...

Um exército de 1250 jornalistas credenciou-se para acompanhar, a uma distância respeitosa, o ponto alto desta mistura de love story e conto de fadas. E, no entanto, o herdeiro do trono holandês, de 34 anos, prometera discrição absoluta: "É a minha mulher e é o meu casamento". O contrário é verdade, com acionamento do nível de segurança máximo e outras medidas espetaculares. Tanto que os menos monarquistas já estão perdendo a paciência.

Publicidade para a Holanda ou sangria dos cofres públicos?

Segundo o prefeito Job Cohen, as festividades representam promoção tanto para Amsterdã quanto para a Holanda. Bom argumento, já que elas custarão pelo menos oito milhões de euros à capital, sem falar nas despesas cobertas pelo Estado. Fazendo jus a seu novo título, a bela ainda será transportada para os braços de seu príncipe na centenária carruagem real, que foi usada no casamento da avó de Willem-Alexander.

Enquanto a história ainda dá para ser tratada como um conto de fadas, o casal tem grandes chances de ser feliz para sempre. Mas no decorrer dos capítulos da vida real, Máxima provavelmente terá que vencer outros obstáculos. A começar pela conquista do título de rainha, com a chegada de seu futuro marido ao trono. Até o momento, o Parlamento holandês ainda não decidiu se a latino-americana "oxigenada" poderá ocupar o posto de rainha. Porém, se os pombinhos não tiveram um filho homem, ela passará automaticamente a ser governante, o estopim certeiro de uma nova odisséia.

O casamento do ano

Às 10h15 deste sábado (2), ocorrerá o casamento civil de Willem-Alexander e Máxima, contando com a presença do prefeito de Amsterdã. À cerimônia estarão presentes os familiares dos noivos e 600 convidados. O casal sairá do palácio ladeado por uma guarda de honra da Marinha real. Por volta das 11h30, eles chegarão à igreja Nieuwe Kerk de Amsterdã, onde a rainha Beatrix foi coroada em 1980.

Segundo o prefeito da capital holandesa, estima-se que 250 mil curiosos venham acompanhar o casamento, nem que seja de longe. Além disso, estão sendo esperados mais de 70 reis, príncipes e condes, além de outras celebridades como o secretário-geral da ONU, Kofi Annan e o ex-presidente africano Nelson Mandela. Para os ilustres convidados, as comemorações já começam na sexta-feira (1º), com um concerto da orquestra real e uma festa para 50 mil convidados na Arena de Amsterdã.

Links externos