1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Beckenbauer é imortalizado na Calçada da Fama do Futebol Alemão

O ex-jogador Franz Beckenbauer, presidente do comitê organizador da Copa do Mundo de 2006 na Alemanha, tem agora uma escultura de bronze de seus pés no Museu Alemão dos Esportes e da Olimpíada, em Colônia.

default

Franz Beckenbauer

O kaiser Beckenbauer é o mais recente membro da Calçada da Fama do Futebol Alemão, que visa homenagear os grandes heróis da seleção e os que se destacaram por seus esforços em prol do incremento e fortalecimento do futebol do país. Ter os pés eternizados em uma escultura de bronze na Calçada da Fama do Museu dos Esportes e da Olimpíada, localizada em Colônia, é uma distinção para poucos.

Beckenbauer é o terceiro capitão de honra da seleção alemã a fazer parte da Calçada da Fama, ao lado de outros dois ícones do futebol, Fritz Walter, que faleceu em junho deste ano, e Uwe Seeler. Os jogadores Ottmar Walter, Horst Eckel, Hans Schäfer, Günter Netzer, Berti Vogts e Wolfgang Overath também já têm um modelo em bronze de seus pés no Hall da Fama.

O ex-goleiro da seleção alemã Sepp Maier e o artilheiro Gerd Müller deverão fazer parte dentro em breve da Calçada da Fama. As esculturas de bronze são feitas a partir de moldes de plástico dos pés dos homenageados.

Biografia - Franz Beckenbauer nasceu em Munique no dia 11 de setembro de 1945. Começou a jogar no juvenil do Bayern de Munique com 13 anos e com 20 passou a integrar a seleção B. Pouco tempo mais tarde já pertencia à equipe principal do time bávaro. O zagueiro disputou sua primeira Copa em 1966. Em 1971, Beckenbauer estreou como capitão da seleção alemã, numa partida contra a Turquia. Ele também jogou na Copa de 1970 e na de 1974, quando a Alemanha foi campeã do mundo.

Como jogador do Bayern, Beckenbauer foi campeão alemão em 1969 e 1972 e conquistou a Copa da Alemanha em 1966, 1967, 1969 e 1971. Em 1977, participou da Liga de Futebol dos Estados Unidos, jogando ao lado de Pelé na equipe do Cosmos.

De 1980 a 1982 atuou no Hamburgo, onde encerrou sua carreira como jogador. A partir de 1984 assumiu a função de técnico da seleção alemã, dirigindo o time em duas Copas, a do México, em 1986, e da Itália, em 1990, quando a Alemanha foi novamente campeã do mundo.

Após a vitória, Beckenbauer topou ser garoto-propaganda de uma empresa fabricante de artigos esportivos. Entre 1990 e 1992 treinou a Olimpique de Marselha, na França. Em 1993, voltou ao Bayern como treinador e chegou a exercer o cargo de presidente do clube bávaro. Em seu currículo, tem a honra de ter sido eleito por três vezes como o melhor jogador da Alemanha.

Até hoje Beckenbauer é uma figura atuante e bastante influente do futebol alemão. Não é por acaso que ele foi escolhido para ser o presidente do comitê organizador da Copa do Mundo de 2006, que acontecerá na Alemanha.