1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

BCE anuncia programa para aquecer economia na zona do euro

Banco destina 60 bilhões de euros por mês para a compra de títulos públicos, na esperança de afastar a deflação do bloco europeu. Programa deve ter início em março e durar pelo menos até setembro de 2016.

Assistir ao vídeo 02:11

Economistas criticam política do BCE

O Banco Central Europeu (BCE) anunciou nesta quinta-feira (22/01) um programa que destinará 60 bilhões de euros por mês para a compra de títulos públicos, com o objetivo de aquecer a economia e evitar a deflação na zona do euro.

"No âmbito desse programa, as compras mensais combinadas de títulos públicos e privados vão somar 60 bilhões de euros. A intenção é que elas sejam realizadas até o fim de setembro de 2016, mas serão conduzidas até que vejamos um ajuste sustentado na trajetória da inflação", afirmou o presidente do BCE, Mario Draghi.

O programa de quantitative easing (mecanismo de compra de títulos por um banco central para injetar dinheiro na economia) terá início em março. Países sob pacotes de resgate, como a Grécia, serão incluídos no programa, mas sob critérios adicionais. A meta do BCE é manter a inflação da zona do euro pouco abaixo dos 2%.

O programa foi concebido de modo que, no caso de algum país decretar a moratória de sua dívida, apenas 20% dos riscos sejam compartilhados entre os membros da zona do euro e os outros 80% sejam assumidos pelos bancos centrais nacionais, reforçou Draghi.

Além disso, o BCE anunciou a manutenção da taxa básica de juros da zona do euro em 0,05%, mínimo histórico atingido em setembro passado.

O pacote de medidas foi anunciado pelo BCE duas semanas após a divulgação do índice de inflação da zona do euro de dezembro passado, que ficou na casa dos -0,2%. Foi a primeira vez que os preços na zona do euro caíram desde a crise de 2009.

CN/rtr/dpa/afp

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados