1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Bayern x Manchester: hora do tira-teima

O jogo desta terça-feira entre o Manchester United e o Bayern de Munique coloca frente a frente dois fortes times europeus.

default

Na decisão da Liga dos Campeões de 1999, o Manchester (de vermelho) levou a melhor sobre o Bayern de Munique

O Bayern de Munique enfrenta, na noite desta terça-feira, o Manchester United pela Liga dos Campeões: um verdadeiro duelo de titãs. Para os red devils trata-se de uma oportunidade de tira-teima. Na decisão de 1999, em Barcelona, eles derrotaram os bávaros nos minutos finais. Já na temporada passada os ingleses perderam as duas partidas de quartas-de-final.

O local do encontro é o Estádio Olímpico de Munique, que um time inglês pisará pela primeira vez, desde a goleada de 5 a 1 da seleção nacional sobre a alemã, em 1º de setembro passado. Assim, para o diretor do Bayern, Uli Hoeness, o jogo tem até implicações para a reputação alemã: "Acho que, após o jogo Alemanha x Inglaterra, a partida contra o Manchester tem o desafio extra de tentar restabelecer a honra alemã. Este jogo chegou bem na hora certa."

Confiança no capitão – O maior trunfo da equipe bávara é seu meio-de-campo Stefan Effenberg, de volta desde o sábado, após 111 dias de molho. Nem mesmo a inesperada derrota por 1 a 0 frente ao Werder Bremen, sábado pelo Campeonato Alemão, abalou a confiança do treinador Ottmar Hitzfeld: "Somente com Effenberg poderemos manter a tradição de vitórias dos últimos anos."

O atacante Giovane Élber concorda plenamente: "Fico feliz que Effe esteja de volta. Ele pode e tem que nos ajudar nessa missão difícil." De resto, o brasileiro de 29 anos não vê motivo de preocupação. Para ele, o fiasco de sábado não passou de um ligeiro acidente de percurso. Élber está seguro de que seu time se reabilitará no confronto com os ingleses. Cabe apenas jogar de forma mais constante e atacar com toda frieza.

Apesar de tudo, a pressão por uma vitória continua sendo grande: conseguir mais três pontos nesta partida será um alívio para a equipe bávara, que logo em seguida enfrentará dois jogos longe de casa.

Amizade – Ao lado do aspecto competitivo, o clássico entre os dois gigantes do futebol europeu traz um aspecto histórico, quase familiar. Em outros tempos Hoeness mostrava admiração pelo Manchester United, definindo-o como "o nosso modelo". Da mesma forma, para o presidente do Bayern, Franz Beckenbauer, os jogadores do United são, até hoje, "os nossos amigos de Manchester".

O mesmo se aplica aos ingleses. Seu técnico, Alex Ferguson, vem observando os bávaros e os considera ainda mais fortes do que na temporada anterior. Para Ferguson, eles são atualmente o time mais forte de toda a Europa.

Leia mais