1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Bayern se consolida como principal favorito

Recordista de títulos elimina atual bicampeão da Copa Alemanha. Werder Bremen e Bayer Leverkusen também seguem no páreo. Unterhaching e Colônia surpreendem e sobrevivem na segunda mais importante competição nacional.

default

França foi derrubado na área e, do pênalti, saiu o gol da vitória do Leverkusen

Os grandes favoritos da Copa Alemanha classificaram-se para as quartas-de-final, mais uma vez com exibições quase burocráticas, sem brilho. Nem mesmo o duelo entre Bayern de Munique e Schalke proporcionou emoção e futebol dignos de um clássico decisivo. Os 20 mil espectadores que, apesar do frio e da garoa, foram ao Estádio de Munique assistiram a dois times mais preocupados em se defender.

Embora os anfitriões ainda tenham acelerado o ritmo no fim da partida, a equipe bávara só teve uma chance real de gol (numa cobrança de falta por Hargreaves) em todos os 90 minutos. O bicampeão da Copa nenhuma sequer.

Na prorrogação, o Bayern mostrou maior disposição em decidir, mas esbarrou no empenho do goleiro Rost. Acabou recompensado na disputa por pênaltis, na qual o atacante Sand desperdiçou a primeira cobrança e mandou sobre o travessão o sonho do tri. A equipe bávara acertou todos os chutes (5 a 4) e saiu de campo como a principal favorita ao título

Decepcionantes, mas classificados

Atual vice-campeão, o Bayer Leverkusen derrotou em casa o Waldhof Mannheim. Mas não se deu para notar grande diferença entre o finalista da última Liga dos Campeões e o último colocado da segunda divisão alemã. A vitória por 2 a 1 teve no brasileiro França seu fator decisivo. Com bela atuação, o ex-são-paulino marcou o primeiro gol e sofreu o pênalti que definiu o placar.

Já o Werder Bremen, vice-líder da Bundesliga, suou para passar pelo Ahlen, outro time da segunda divisão. A torcida já estava conformada em ter de esperar a prorrogação quando Klasnic desempatou o marcador faltando dois minutos para o fim do tempo regulamentar.

O 1860 Munique também quase deu vexame, em casa. Apesar de inferior tecnicamente, o Rot-Weiss Oberhausen fez 1 a 0 e tentou segurar o resultado. Somente quando o croata Suker entrou em campo o 1860 achou o caminho do gol. O veterano da Copa de 1998 empatou o placar e fez a jogada que resultou no pênalti da virada.

Surpresas sobrevivem

O papel de zebra da rodada coube assim ao Unterhaching, equipe amadora da terceira divisão, que novamente transformou seu pequeno estádio na periferia de Munique num alçapão. A vítima desta vez foi o Hansa Rostock, que chegou a sair na frente no placar. Os anfitriões não se entregaram, entretanto, e viraram para 3 a 2.

Líder da segunda divisão, o Colônia também surpreendeu o Nürnberg. Em mais uma noite inspirada de Scherz, o tradicional clube renano impôs-se no campo do adversário e venceu por 2 a 0. Soberana também foi a vitória do Kaiserslautern (2 a 0) em casa sobre o Freiburg, atualmente na segunda divisão e que na rodada anterior despachara o Borussia Dortmund. Lincoln fez o segundo gol da partida.

O Bochum, por sua vez, deve agradecer à arbitragem sua continuidade na competição. Venceu fora de casa o Hamburgo por 1 a 0, tendo tomado dois gols dos anfitriões. Mas o árbitro optou, erroneamente, ambas as vezes por impedimento dos atacantes do Hamburgo.

Leia mais