1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Bayern, Schumacher, recordes e várias medalhas de ouro

Apesar dos 50 títulos mundiais e do brilho dos Schumacher na Fórmula-1, o que preocupou foi a má fase da Seleção, que suou pela vaga à Copa. De positivo, a aprovação à candidatura da Alemanha para os Jogos de 2012.

default

Irmãos Michael e Ralf Schumacher prometem mais vitórias

A maior estrela do esporte alemão no ano que se encerra foi Michael Schumacher, quatro vezes campeão na Fórmula-1, com uma chuva de recordes: nove vitórias na temporada, 53 primeiros lugares no total, 123 pontos na temporada, 801 pontos em sua carreira... Além disso, em junho, no Canadá, pela primeira vez dois irmãos foram campeão e vice num GP.

Ralf Schumacher (BMW) subiu ao pódio como campeão, ao lado de Michael (Ferrari), segundo colocado. Ainda no automobilismo, outra grande estrela foi Jutta Schmidt, de Colônia. "A rainha do deserto" foi a primeira mulher a vencer o rali Paris-Dacar, de mais de 10 mil quilômetros, em janeiro, com 2min39s de vantagem sobre o segundo colocado.

Outro ano de glórias

FC Bayern München gewinnt die Champions League 2001

Treinador Hitzfeld com a Taça da Liga dos Campeões

O Bayern de Munique teve o melhor ano de sua história, embora não tenha conseguido o título da Supercopa da UEFA. O time conquistou pela 17ª vez o Campeonato Alemão, numa final suada contra o Schalke, em abril.

Ainda no mesmo mês, a equipe treinado por Ottmar Hitzfeld garantiu pela quarta vez o título de melhor clube europeu. Graças à excelente atuação do goleiro Oliver Kahn, considerado pela segunda vez o melhor jogador do ano, o Bayern derrotou o Valencia por pênaltis na final da Liga dos Campeões.

Em agosto, os bávaros fracassaram pela terceira vez, depois de 1975 e 1976, na busca pelo título da Supercopa da Liga dos Campeões da UEFA, ao perder para o Liverpool, em Montecarlo, por 3 a 2.

O ano foi coroado com a vitória contra o Boca Juniors, no Japão. Sammy Kouffour e seu golden goal garantiram ao time de Munique, pela segunda vez na história, o título de melhor clube do mundo.

Vexame nacional

Pressekonferenz mit Rudi Völler

Rudi Völler, técnico da Alemanha

Enquanto o time do Bayern de Munique abocanhou títulos, a seleção alemã quase fez fiasco. O treinador Rudi Völler já parecia ter garantido a passagem à Ásia, quando sua equipe foi arrasada pela Inglaterra por 5 a 1 em Munique. O maior vexame da Alemanha em 70 anos.

Depois do insosso empate sem gols em casa contra a Finlândia, o desespero vingou e a Ucrânia pagou o pato. Primeiro, foi o empate em Kiev, por 1 a 1. Depois, os 4 a 1 em Dortmund, garantindo a participação na Copa do Mundo.

Amenizando a má fase, o sorteio das chaves foi condescendente com o time alemão, que na primeira fase vai enfrentar a Arábia Saudita, Irlanda e Camarões. Para garantir o prosseguimento da boa maré, o contrato de Rudi Völler foi prolongado até a Copa de 2006, quando os alemães jogarão em casa. Já as mulheres trouxeram pela quinta vez o título europeu de futebol, em julho, através de um golden goal de Claudia Müller contra a Suécia.