1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Futebol

Bayern enfrenta Real pressionado por críticas ao estilo Guardiola

Bávaros entram em campo em Munique para definir vaga na final da Liga dos Campeões e responder críticas de que time "retém bola, mas não faz gol". Guardiola promete manter tática. Ancelotti quer um Real "sem medo".

O Bayern de Munique enfrenta o Real Madrid nesta terça-feira (29/04), no Allianz Arena, na capital bávara, num choque de gigantes do futebol europeu para decidir quem vai à final da Liga dos Campeões.

O time espanhol, que venceu por 1 a 0 em Madri, precisa de um empate para se classificar e tem a vantagem de poder perder por até um gol de diferença caso não perca pelo mesmo placar que impôs aos alemães no jogo de ida.

Dono de nove títulos, o Real não ganha a Liga desde 2002 e busca agora "la décima", enquanto o time alemão, ganhador no ano passado, corre atrás de uma façanha: nunca um clube conseguiu vencer em dois anos consecutivos.

Insatisfação de Beckenbauer

Criticado pelas poucas chances de gol na partida anterior, apesar de ter tido maior posse de bola, o técnico do Bayern reagiu com irritação a comentários sobre seu esquema tático e afirmou que não mudará seu estilo. "Não posso cobrar dos meus jogadores o que eu mesmo não pratico. Não posso enganar, não posso enganá-los, não posso me dissimular", reclamou Guardiola nesta segunda-feira.

A tática do Bayern, centrada no máximo de posse de bola, se mostrou vulnerável em jogos recentes. Nas últimas três partidas na Bundesliga, os bávaros deixaram entrar oito gols para times que usaram defesas sólidas e jogaram no contra-ataque.

Franz Beckenbauer, presidente de honra do Bayern, deixou claro o que acha de um esquema de jogo em que a bola é dominada, mas não entra no gol adversário. "Se jogarem assim como no primeiro tempo do outro dia, o Real Madrid vai meter uma goleada", insistiu o ex-jogador. Numa coluna semanal para a agência de notícias DPA, o "Kaiser" disparou: "não importa quantos passes e posse de bola você tenha, isso não adianta nada se você não consegue fazer um gol".

Técnico do Real confia na retranca

Já o Real deve continuar confiando no esquema mais fechado. "Às vezes, a retranca não é má. Sou italiano, e já ganhamos muito com retranca", frisou o técnico do time espanhol, Carlo Ancelotti.

Mesmo com a vitória na primeira partida, na Espanha, Ancelotti demonstrou não ter ficado completamente satisfeito com sua equipe, especialmente nos minutos iniciais, afirmando que espera menos timidez em Munique.

"Não precisamos ser tímidos, não precisamos ficar com medo. Teremos que mudar algo, especialmente no começo da partida", ressaltou, acrescentando que não espera grandes mudanças nos esquemas táticos das equipes, mas insinuou que poderá mudar "um pouco" desta vez.

MD/dpa/sid/ap

Leia mais