1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Bayern conquista a Copa e agora foca recorde

Maior vencedor do futebol alemão, time bávaro não deu chances ao Eintracht Frankfurt na decisão da Copa da Alemanha, no estádio Olímpico de Berlim. Agora, meta é vencer a Bundesliga para manter o 'Doppel'.

default

Festa bávara em Berlim

Alguém consegue superar o Bayern de Munique em solo alemão? Esta é uma pergunta que a cada temporada aproxima-se mais de uma resposta negativa. Neste sábado (29/4), em Berlim, a equipe da Baviera venceu o Eintracht Frankfurt por 1 a 0 e ergueu o troféu da Copa da Alemanha pela 13ª vez em 15 finais disputadas.

O peruano Claudio Pizarro marcou o gol da vitória. Com a defesa do título na capital alemã, já que era o atual campeão, o clube prepara-se para atingir mais um recorde no futebol do país. Se vencer o Stuttgart na próxima quarta-feira (3/5) em casa, pela Bundesliga, se tornará o primeiro da Alemanha a conquistar o Doppel (união dos títulos nacionais) duas vezes consecutivas.

Faltam três rodadas para terminar o campeonato, mas o Bayern sustenta cinco pontos de vantagem sobre o Hamburgo. O Frankfurt, por sua vez, é o 13º na tabela e ainda não tem a certeza se permanece na primeira divisão na temporada 2006/2007.

O jogo

A primeira oportunidade de gol surgiu nos pés do holandês Roy Makaay, do Bayern, logo aos dois minutos. O atacante recebeu a bola na ponta esquerda, invadui a área do Frankfurt, mas chutou para fora.

Era o aquecimento para um primeiro tempo com boas oportunidades. A segunda foi também do camisa 10, que, livre, recebeu cruzamento de Lahm para chutar novamente para fora da meta do goleiro Nikolov.

A primeira chance da equipe rival surgiu aos 18 minutos, quanto Huggel driblou Ismael dentro da área, cruzou a bola rasteira e a viu passar na frente de Kahm, sem nenhum companheiro para concluir.

DFB-Pokal Finale

Duelo teve lances bem disputados

A pressão bávra continuou, apesar do susto. Aos 22 e aos 25 minutos Michael Ballack cobrou falta com violência, mas assistiu às boas defesas de Nikolov. No contra-ataque, o grego Amanatidis recebeu assistência livre, e de frente para Kahn chutou à direita da trave, para fora.

A primeira etapa terminou com mais uma boa chance deserdiçada por Makaay. Aos 35 minutos ele recebeu cruzamento de Sagnol para, na sgunda trave e sem goleiro, cabecear a bola para fora.

O segundo tempo começou com um lance praticamente igual. O lateral-direito do Bayern cruzou novamente de maneira perfeita, e o holandês, sem marcação, deu um voleio mandando a bola no travessão do Frankfurt.

Com o brasileiro Zé Roberto em campo no lugar de Salihamidzic, time bávaro ganhou dinâmica pelo lado esquerdo do campo e passou a controlar ainda mais o ritmo da partida. Mesmo assim, o sistema defensivo do Eintracht dificilmente dava brechas.

Foi do brasileiro, no entanto, a jogada que abriu o placar no estádio Olímpico de Berlim. Zé Roberto cobrou escanteio da direita, e o peruano Pizarro venceu a barreira adversária para fazer 1 a 0 de cabeça.

Cinco minutos mais tarde, Köhler avançou sobre a defesa bávara em velocidade e foi derrubado por Sagnol fora da área. Falta que o árbitro não marcou, e que os jogadores de Frankfurt reclamara pênalti.

A ira foi tão grande que chegou ao banco de reservas da equipe. O treinador Friedhelm Funkel revoltou-se e acabou expulso de campo.

Aos 23 minutos o brasileiro Lúcio mostrou o seu vigor pela primeira vez no jogo. Como de costume, recuperou a bola na defesa e avançou. Lançou Makaay na ponta esquerda e viu o holandês chutar mais uma vez para fora.

A superioridade do Bayern permaecenu até o final do confronto, apesar da pressão do Frankfurt nos minutos derradeiros, uma das características principais do futebol alemão. Kahn, aos 42min, defendeu com a mão esquerda um arremate de Amanatidis de dentro da área.

EINTRACHT FRANKFURT 0 x 1 BAYERN DE MUNIQUE

Eintracht Frankfurt

Nikolov; Russ, Rehmer (Cimen/Weissenberger) e Vasoski; Ochs, Huggel, Spycher, Lexa (Copado) e Meier; Köhler e Amanatidis

Técnico: Friedhelm Funkel

Bayern de Munique

Oliver Kahn; Sagnol, Lúcio, Ismael e Lahm; De Michelis, Hargreaves (Jeremies), Salihamidzic (Zé Roberto) e Ballack; Pizarro e Makaay (Scholl)

Técnico: Felix Magath

Data: 29/4/2006 (Sábado)

Local: Estádio Olímpico de Berlim

Árbitro: Herbert Fandel (FIFA)

Auxiliares: Mike Pickel e Volker Wezel

Cartões amarelos: Vasoski (EF); Ballack, Lahm, Sagnol (BM)

Gol: Pizarro, aos 13min do 2º tempo