1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Bayer Leverkusen perde mas ainda tem esperança

O Liverpool derrotou em casa, na quarta-feira (04) o Bayer Leverkusen, por 1 a 0, pelas quartas-de-final da Liga dos Campeões.

default

O volante Carsten Ramelow (Leverkusen) bloqueia o alemão Dietmar Haman, do Leverpool.

O técnico Klaus Toppmöller armou um esquema defensivo para tentar conter o veloz ataque do Liverpool e evitar tomar gols. Lúcio foi o responsável em organizar a defesa e fez uma excelente partida. No início do primeiro tempo, os ingleses realmente não tiveram a menor chance. Até que, aos 44 minutos, após uma cobrança de falta, a zaga alemã falhou e o finlandês Hypiä abriu o placar, marcando o único gol da partida.

O Bayer Leverkusen pressionou bastante no segundo tempo mas não conseguiu furar o bloqueio dos ingleses, bem postados na defesa. A melhor chance de empatar foi do meia brasileiro Zé Roberto, um dos mais efetivos no ataque alemão. Os ingleses levavam perigo em jogadas de contra-ataque.

Apesar da derrota, o Bayer Leverkusen tem esperança de vencer o Liverpool no jogo de volta, na próxima quarta-feira (10), em Leverkusen, e passar assim à semifinal da Liga dos Campeões. "Nós já batemos o Barcelona, Juventus e La Coruña, por que não o Liverpool", afirmou Toppmöller.

O Liverpool nunca foi derrotado por um clube alemão nas 15 partidas disputadas em seu estádio. O francês Gérard Houllier, técnico da equipe, também acredita que passará à semifinal. O Liverpool só precisa de um empate para qualificar-se e o time não perde em campos europeus desde 1998.

Barcelona dá vexame - Na outra partida da quarta-feira (3), o Barcelona perdeu de 1 a 0 para o Panathinaikos Atenas. O técnico Carles Rexach armou uma equipe defensiva, deixando no banco vários atacantes, como Rivaldo, Saviola e Geovanni. Rivaldo entrou apenas aos 26 minutos do segundo tempo, substituindo Fábio Rochemback.

O gol do Panathinaikos foi marcado aos 34 minutos do segundo tempo, por Basinas, cobrando um pênalti inexistente, marcado pelo juiz. Após esta vitória, a limitada equipe grega, comandada pelo técnico uruguaio Sergio Markarian, pode qualificar-se para a semifinal, diante de um Barcelona que visivelmente perdeu a confiança e a ambição.