1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Bayer Leverkusen e Juventus jogam sob protesto

Partida adiada duas vezes será realizada na tarde desta quinta-feira a contragosto dos clubes, que protestaram contra a decisão da Uefa.

Sob protesto, Bayer Leverkusen e Juventus devem finalmente estrear na segunda fase da Liga dos Campeões na tarde desta quinta-feira. Na noite de ontem, a partida foi adiada pela segunda vez, devido ao forte nevoeiro no estádio Delli Alpi, em Turim. A primeira tentativa havia sido na semana passada. É a primeira vez nos 45 anos de história da competição européia que um jogo tem de ser cancelado duas vezes por causa das condições do tempo.

A Uefa tomou sozinha a decisão de marcar a terceira tentativa para hoje. Os clubes não queriam, por causa de outros compromissos e, no caso do Leverkusen, de falta de reserva para hospedar sua delegação por mais uma noite na cidade italiana.

"O comportamento da Uefa é absolutamente antiprofissional e amadora. Ambos os clubes se defenderam como puderam, mas a Uefa insiste que o jogo se realize nesta quinta-feira e ameaça nos impor multas e nos expulsar da competição", reclamou Wolfgang Holzhäuser, diretor financeiro do Leverkusen.

"Com muito esforço conseguimos encontrar um local para passar a noite, a 80 quilômetros de distância. Os jogadores só foram para a cama por volta de uma hora da madrugada. Isto arrasa com nossas condições de competir normalmente", acrescentou o dirigente alemão.

Não apenas nesta partida da Liga dos Campeões. Jogar nesta quinta-feira reduz em quase 24 horas o tempo que os jogadores do Leverkusen teriam para descansar, recuperar-se e se preparar para defender a liderança do Campeonato Alemão na partida de sábado, em Bremen, contra o Werder, que vem em ascensão.

Links externos