1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Bayer Leverkusen busca pelo menos um ponto na Itália

Zé Roberto acredita que seu time tem de jogar de igual para igual contra a Juventus em Turim, sem temer a camisa.

default

O time rubro-negro alemão promete entrar em campo com a mesma determinação da primeira fase da Liga dos Campeões

Mesmo demonstrando respeito pela Juventus de Turim, o Bayer Leverkusen quer voltar pelo menos com um ponto para a Alemanha, na partida válida pela primeira rodada da segunda fase da Liga dos Campeões, nesta quarta-feira, na cidade italiana.

O meia brasileiro Zé Roberto confia no potencial da sua equipe, mas adverte que o jogo será difícil. "Vai ser complicado, mas temos de entrar de igual para igual, sem temer o peso da camisa deles", alerta o jogador, referindo-se ao prestígio europeu e mundial da vecchia signora, como é conhecido o time italiano.

O técnico da equipe alemã, Klaus Topmöller, não preparou qualquer tática defensiva para a partida, segundo Zé Roberto. "Ele assistiu o último jogo deles no domingo pelo campeonato italiano (3 a 1 contra o Parma) e destacou que o time é bem ofensivo", disse o brasileiro. "Mas insistiu que devemos manter o mesmo comportamento dos jogos contra o Barcelona, disputando todos os lances", confirma o meia. "Pessoalmente, acho que se jogarmos aproveitando as chances e os espaços de forma inteligente, podemos garantir um bom resultado", atesta ele.

Chave equilibrada - Para o goleiro Hans-Jorg Butt, o Bayer não deve se contentar só com essa fase do torneio. "Conseguimos alcançar a segunda fase e estamos contentes, mas podemos chegar nas quartas", afirma ele. Quem reforça o coro de Butt é Zé Roberto, que também acha que a equipe pode surpreender. "Ninguém esperava que o time estivesse entre os 16, agora não temos nada a perder", conclui.

Com relação ao grupo nessa segunda fase da Liga dos Campeões, o meia acredita que a chave está muito equilibrada e todo jogo será importante. "Estamos ao lado de Arsenal e La Coruña, excelentes times, e todo ponto conquistado será fundamental para a classificação", avisa. "Sair com um de Turim seria ótimo", concluiu o jogador.

Investimento pesado - Apesar de perder o melhor jogador do mundo, Zinedine Zidane, para o Real Madrid por aproximadamente US$ 75 milhões, a Juve não poupou recursos para trazer alguns astros mundiais para o seu milionário elenco.

A começar pelo mais caro goleiro do mundo, Gianluigi Buffon, de US$ 55 milhões, a equipe conta com estrelas de classe mundial, como o holandês Edgar Davids, o tcheco Pavel Nedved e o atacante francês David Trezeguet, autor do gol do título da última Eurocopa.

Completando a constelação, a vecchia signora deposita as suas esperanças de gol no bambini Alessandro Del Piero, principal jogador da seleção italiana nas Eliminatórias para a Copa do Mundo do Japão e da Coréia do Sul. "Sabemos que o Bayer é líder de seu campeonato (Bundesliga), mas não temos medo de ninguém e estamos determinados a levar a Juve novamente aos grandes tempos", finaliza Del Piero.

Links externos