Barulho misterioso tira sono de berlinenses | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 04.04.2014
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Barulho misterioso tira sono de berlinenses

Ruído, que lembra um fogo de artifício gigante, é ouvido durante a madrugada por moradores de bairro da capital alemã. Autoridades não conseguem descobrir sua origem.

default

Quem já ouviu diz que o misterioso barulho lembra um fogo de artifício

O bairro de Wedding, no norte de Berlim, está às voltas com um mistério que vem tirando o sono dos moradores e das autoridades locais. Frequentemente, entre 23h e 1h, um barulho parecido com um estouro vem acordando algumas pessoas na região. Polícia e membros da administração municipal não sabem identificar a origem do ruído.

"Nossos hóspedes contam que é um barulho muito alto", afirma Jennifer Roller, funcionária do hotel Inn-Berlin, em entrevista à agência de notícias AFP. Ela afirma que o estrondo se assemelha ao da explosão de um fogo de artifício gigante. "Como se alguém mandasse pelos ares uma cabine de telefone", compara. Roller garante que o estrondo ocorre de forma irregular, mas já há alguns anos.

As autoridades competentes não conseguem encontrar a fonte do fenômeno. "Não sabemos de onde vem", admite a administração local.

A companhia local de transportes urbanos também refuta que a fonte seja algum túnel de metrô ou que o ruído venha dos trilhos do bonde. "Não fazemos esse tipo de barulho", garante um porta-voz da empresa. Ele mesmo reconhece que frequentemente também ouve o estouro.

A polícia também não pode abrir investigações sobre o mistério. Afinal, estouros não são previstos como crime pela lei.

Diante da impotência das autoridades, a imprensa sensacionalista local começou a fazer suas próprias investigações. O jornal Bild posicionou uma chamada "câmera acústica" e um engenheiro especializado numa sacada de um prédio do bairro. Registrou o estouro, mas não conseguiu descobrir sua origem.

Um repórter da emissora Sat1 inspecionou uma garagem subterrânea acompanhado por um especialista em abrigos subterrâneos. O local era tido como uma possível origem do ruído. Entretanto, um registro acústico do estouro comprovou que a fonte se situa distante daquele local.

MD/afp