1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Futebol

Barcelona vence Juventus e conquista Liga dos Campeões

Com gols de Neymar, Rakitic e Suárez, time espanhol vence por 3 a 1 e chega ao título do torneio de clubes mais importante do futebol europeu pela quinta vez. Triunfo coroa temporada perfeita.

O Barcelona derrotou neste sábado (06/06) a Juventus por 3 a 1, no Estádio Olímpico de Berlim, e conquistou seu quinto título de Liga dos Campeões. A vitória coroou uma temporada perfeita do time catalão, que já havia levantado os troféus do Campeonato Espanhol e da Copa do Rei.

Os gols que selaram a "tríplice coroa" do Barcelona foram do croata Ivan Rakitic, do uruguaio Luís Suárez e de Neymar. O centroavante espanhol Álvaro Morata descontou para os italianos. O meia Andrés Iniesta, capitão do Barça, foi escolhido o melhor em campo.

"É incrível, é algo único. Para conquistar todos esses troféus, você tem que sofrer", disse Suárez após o jogo. "Após fazerem 1 a 1, eles igualaram a partida, mas temos jogadores que fazem a diferença."

O gol de Neymar deu a ele a artilharia do torneio, ao lado de Cristiano Ronaldo e Messi. Cada um balançou as redes dez vezes nesta Liga dos Campeões. O brasileiro ainda teve um gol anulado durante a partida, por toque de mão.

O jogo

A Juventus entrou em campo apostando na força do seu sistema defensivo, que até o apito inicial havia sofrido apenas sete gols na competição – menos que qualquer outra equipe. Já o Barcelona jogava suas fichas no trio apelidado de "MSN" – as iniciais de Messi, Suárez e Neymar. Juntos eles marcaram mais de 120 gols na temporada.

UEFA Champions League Finale Juventus vs. FC Barcelona

Rakitic abre o placar para o Barça

E foi em jogada de um dos três atacantes, Neymar, que o placar foi aberto, logo aos quatro minutos de jogo. O brasileiro recebeu pela esquerda, segurou a bola diante de três marcadores e tocou no meio para Iniesta. O meia invadiu a área e rolou para Rakitic tocar de canhota para o fundo das redes.

Nos primeiros 45 minutos, o Barcelona dominou as ações em campo. Com a abertura no placar, os catalães deixaram de forçar as jogadas ofensivas, mas estiverem constantemente presentes no campo de ataque.

Foram 66% de posse de bola para o Barcelona, que também criou as melhores chances. A mais perigosa delas aos 14 minutos, quando Dani Alves, em chute de esquerda, obrigou Buffon a fazer grande defesa. No rebote, Messi, sem ângulo, quase fez belo gol de cabeça.

Em alguns momentos a Juventus conseguiu neutralizar o Barça, mas faltou criatividade e poderio ofensivo para causar perigo à meta de Ter Stegen. As melhores chances saíram de cochilos da defesa espanhola ou dos pés do centroavante Álvaro Morata

Numa delas, ele escapou pela direita, deu lindo corte em Mascherano e rolou para trás. O chileno Arturo Vidal chutou firme, mas por cima do gol de Stegen. Em outra, Jordi Alba saiu jogando errado, deixou a bola nos pés de Marchisio, que, de fora da área, quase marcou.

UEFA Champions League Finale Juventus vs. FC Barcelona

Suárez aproveita rebote para ampliar

A Juventus voltou para o segundo tempo fiel à sua estratégia de jogo: uma postura sólida na defesa, sem se abrir a riscos, esperando uma falha do adversário. E foi assim que conseguiu o empate: aos nove minutos, Lichtsteiner cruzou para Tévez, que girou bonito e chutou de esquerda. Stegen defendeu, mas no rebote Morata empurrou para o gol.

O gol deu a impressão de que a Juventus assumiria o controle da partida. Mas não demorou até que, ante um aparente descontrole de seu time, Messi apanhasse a bola e revolvesse. Aos 23, o argentino arrancou da intermediária e chutou firme. Buffon defendeu, mas soltou nos pés de Suárez, que só teve o trabalho de chutar para o fundo das redes.

Logo depois, em lance polêmico, Jordi Alba cruzou para Neymar, sozinho, dentro da pequena área, cabecear para o gol. A bola entrou, porém antes tocou na mão do atacante brasileiro, que não havia finalizado com precisão. O gol foi anulado, para protesto dos jogadores do Barcelona.

Após ficar novamente atrás do placar, a Juventus não conseguiu esboçar uma pressão sobre o Barcelona, que continuou a ter as melhores chances. A confirmação do título saiu já nos acréscimos, quando Neymar, após contra-ataque, chutou de esquerda, cruzado, para fazer 3 a 1.

UEFA Champions League Finale Juventus vs. FC Barcelona

Neymar reclama de gol anulado: bola tocou na mão do atacante antes de entrar

Ficha técnica:

Juventus 1 x 3 Barcelona

Local: Estádio Olímpico de Berlim.

Arbitragem: Cüneyt Çakir, da Turquia, auxiliado pelos compatriotas Bahattin Duran e Tarik Ongun.

Gols: Ivan Rakitic (4'/1T), Álvaro Morata (9'/2T), Luis Suárez (23'/2T) e Neymar (51'/2T).

Cartões amarelos: Arturo Vidal (10'/1T), Paul Pogba (40'/1T) e Luis Suárez (25'/2T).

Juventus: Gianluigi Buffon; Patrice Evra (Kingsley Coman 44'/2T), Andrea Barzagli, Leonardo Bonucci e Stephan Lichsteiner; Claudio Marchisio, Arturo Vidal (Roberto Pereyra 34'/2T), Paul Pogba e Andrea Pirlo; Carlos Tévez e Álvaro Morata (Fernado Llorente 40'/2T). Técnico: Massimiliano Allegri.

Barcelona: Marc-André ter Stegen; Daniel Alves, Gerard Piqué, Javier Mascherano e Jordi Alba; Ivan Rakitic (Jérémy Mathieu, 46'/2T), Sergio Busquets e Andrés Iniesta (Xavi, 33'/2T); Luis Suárez (Pedro Rodríguez 49'/2T), Lionel Messi e Neymar. Técnico: Luís Enrique.