1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Banda larga é prioridade para a Europa

Comissão Européia quer baixar preço dos acessos rápidos à internet.

O acesso à internet de banda larga é a tecnologia chave para o desenvolvimento da União Européia em matéria de e-commerce e tecnologia da informação. No momento, apenas 6% dos usuários europeus da rede dispõem de acessos rápidos. A UE está assim atrás da Coréia do Sul, Canadá, Estados Unidos e até mesmo do Brasil (quase 9%, segundo Info-Exame).

Um dos obstáculos à expansão da banda larga é o seu alto preço. A União Européia quer reverter esta situação o mais rápido possível, conforme ressaltou Erkki Liikanen, comissário de Empresas e Sociedade de Informação. Para baixar os preços, a solução seria estabelecer maior concorrência. Esta proposta será levada à próxima reunião do Conselho Europeu, no dia 13 de março, em Barcelona.

No momento, são poucas as empresas européias que oferecem acessos rápidos à internet por ADSL ou televisão a cabo. A terceira alternativa, que seria o acesso por rede de telefonia móvel da terceira geração (UMTS), não estará disponível antes de três anos.

O acesso de banda larga é a infra-estrutura básica da sociedade de informação, na opinião o comissário Erkki Liikanen. Sem ela, a Europa não atingirá seus objetivos. Todo cidadão da União Européia tem o "direito universal de utilizar as redes de comunicação eletrônica", segundo as diretrizes aprovadas em dezembro de 2001. Este direito básico não inclui, entretanto, o acesso rápido à internet. Isto só será decidido dentro de dois anos, tendo como base a experiência até lá adquirida.

Links externos