1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Banco Central inicia distribuição do euro

Os primeiros kits de moedas do euro já estarão à disposição dos consumidores nos bancos a partir de 2ª feira.

default

O chanceler federal alemão, Gerhard Schroeder, recebe os primeiros euros.

O presidente do Banco Central alemão, Ernst Welteke, levou hoje os primeiros euros para distribuir ao chefe de governo Gerhard Schröder e seus ministros, em Berlim. Mas ninguém ganhou nada de graça. Antes que começasse a sessão do gabinete, Welteke vendeu os chamados euro-starter-kits, isto é, os primeiros "pacotes" da nova moeda européia.

Os kits só estarão ao alcance dos consumidores a partir de segunda-feira e poderão ser adquiridos nos bancos. Por 20 marcos se obtém um conjunto de moedas no valor de 10,23 euros, só para ir se acostumando com o novo dinheiro. Ele só poderá ser usado para pagar o pão na padaria ou o jornal na banca a partir de 1º de janeiro.

O pacote contém duas moedas de dois euros, três de um euro, quatro de 50 centavos e 20 centavos respectivamente, três de 10 centavos, duas de cinco centavos, uma de dois centavos e uma de um centavo.

Não faltarão moedas - O BC alemão não conta com maiores problemas no início do ano. "Não faltam moedas nem cédulas", assegurou seu presidente. O plano de distribuição estaria sendo cumprido à risca, para o que o BC conta com a ajuda de suas repartições nos diversos Estados.

Euroceticismo - Welteke mostrou-se complacente com o ceticismo de amplas camadas da população frente à nova moeda. "Cada um de nós tem uma relação emocional com o marco alemão". O euro, porém, seria tão estável quanto o marco. Além do mais, ele dará mais "dinamismo à economia e à polícia na Europa, funcionando como propulsor e catalisador".