1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Banco alemão vê perigo numa eventual vitória de Lula

A "recuperação impressionante" do setor exportador brasileiro não é suficiente para acalmar os mercados, segundo avaliação do DekaBank.

default

Planos de Lula suscitam temores nos mercados financeiros internacionais

Em meio às turbulências políticas da campanha eleitoral, a balança de serviços do Brasil apresentou em agosto, pela primeira vez em oito anos, um superávit mensal – da ordem de 316 milhões de dólares. Este foi o motivo da análise preparada pelo banco de Frankfurt.

O documento chegou à conclusão, no entanto, de que é predominante a imagem decorrente das manchetes políticas, às vésperas das eleições presidenciais de 6 de outubro. O nervosismo do setor econômico torna-se cada vez maior com a proximidade da data eleitoral.

Declarações agravaram a situação

Na opinião dos especialistas do DekaBank, isto é demonstrado claramente pela perda de valor do real. Os mercados financeiros vêem com apreensão a forte posição do candidato do PT, Luís Ignácio Lula da Silva, nas pesquisas de intenção de voto. Declarações recentes do candidato da esquerda teriam contribuído para agravar a situação.

Lula anunciou que, no caso da sua vitória, pretende mudar a direção do Banco Central do Brasil, demitindo o presidente Armínio Fraga, de grande prestígio internacional. Fraga afirmou que aceitaria continuar na presidência do Banco Central, desde que suas diretrizes básicas fossem mantidas. O plano de sua demissão dá assim asas à especulação de que um eventual governo do PT pretenderá mudar inteiramente as diretrizes seguidas até agora.

Outras declarações do candidato do PT, a respeito da meta inflacionária e da política monetária, também foram consideradas negativas. O estudo conclui a existência para o Brasil de um perigo real de quebra, no caso de uma vitória de Lula.

Leia mais