1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Ballack e Podolski garantem vitória alemã

Favoritos vencem na abertura da Copa das Confederações. Alemanha ganha de 4 a 3 da Austrália e Argentina supera Tunísia por 2 a 1.

default

Mertesacker (c), Schneider (e) e Ballack comemoram vitória

As arrancadas do lateral direito Friedrich e os gols decisivos de Ballack e Podolski salvaram a Alemanha de um vexame no primeiro dia de jogos da Copa das Confederações, nesta quarta-feira (15/06). O time da casa derrotou a Austrália por 4 a 3, no Waldstadion em Frankfurt, onde também ocorreu a cerimônia oficial de abertura do torneio.

A Austrália, 57ª colocada no ranking da Fifa e cujos jogadores atuam em nove países, impressionou os alemães, que ocupam a 21ª posição na lista da Fifa e são tricampeães mundiais. No primeiro tempo, os australianos enfrentaram os alemães de igual para igual e chegaram a criar mais oportunidades de gols do que os donos da casa.

Sobretudo a defesa alemã voltou a mostrar pontos fracos. Diante de 46.466 torcedores, os "soccerroos" – como também são chamados os australianos – igualaram rapidamente a vantagem alemã aberta por Kuranyi (aos 17min) e Mertesacker (aos 23min). Skoko (aos 21min) e Aloisi (aos 31min) assinalaram os gols de empate na primeira etapa, que a Austrália terminou com domínio em campo.

Panoramabild: Confederations Cup 2005 1. Spieltag, Deutschland - Australien 2:2

Skoko (2º da esquerda) assinala o primeiro gol de empate da Austrália

A Alemanha voltou um pouco mais agressiva para o segundo tempo, mas a maioria das finalizações acabou nos braços do goleiro Schwarzer, descendente de alemães. Principalmente o lateral Friedrich passou a destacar-se com arrancadas pela direita. Numa delas, avançou até próximo à pequena área adversária, onde foi derrubado. Ballack mostrou segurança ao cobrar o pênalti (aos 15 min do ST), tirando sua equipe do sufoco e colocando-a novamente na frente no placar. Aos 33min do segundo tempo, Podolski ampliou o marcador para 4 a 2, após um passe de calcanhar de Asamoah para Ballack, que serviu na bandeja para o jovem atacante do Colônia finalizar. Foi a melhor jogada dos alemães em toda a partida. Já nos descontos, Aloisi ainda marcou seu segundo gol no jogo, encurtando para 4 a 3.

"Foi um jogo rápido com muitos erros, mas também com muitos gols, o que foi bom para a torcida. Graças a Deus, tudo acabou bem para nós", analisou Ballack. "Mas não é sempre que conseguimos marcar quatro gols, por isso, ainda precisamos melhorar na zaga", emendou. "Na defesa temos que nos tornar mais compactos e apertar a marcação. Além disso, precisamos de um melhor posicionamento no meio-campo", disse o técnico Jürgen Klinsmann.

Panoramabild: Confederations Cup 2005 1. Spieltag: Deutschland - Australien, 3. Tor durch Ballack 3:2

Ballack (d) marca o 3 a 2 de pênalti, tirando a Alemanha do sufoco

A Alemanha mostrou muito pouco da velocidade que havia sido exigido pelo técnico Jürgen Klinsmann. Durante boa parte do jogo, a jovem equipe, com média de 22,9 anos, parecia como que paralisada diante do campeão da Oceania de 2004. O zagueiro Huth, com várias faltas desnecessárias nas proximidades da área, complicou a vida do veterano goleiro Kahn, que teve de tirar a bola da rede três vezes, no dia em que completou 36 anos de idade.

Os destaques na equipe alemã foram Mertesacker (o melhor da fraca defesa também marcou o primeiro gol), bem como Friedrich e Schweinsteiger. Os mais aplaudido foi Podolski (de 20 anos), que se movimentou bastante, marcou um gol e está virando um xodó da torcida alemã. Do lado da Austrália, Schwarzer e Skoko foram as estrelas da noite.

Antes do apito inicial em Frankfurt, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, abriu oficialmente a Copa das Confederações, embora Argentina e Tunísia (2 a 1) já tivessem jogado antes em Colônia. "Espero que tenhamos um torneio maravilhoso", disse Blatter. Um desejo que pode se tornar realidade, se o festival de gols (dez nas duas primeiras partidas) tiver continuidade nos próximos dias.

As equipes do grupo A voltam a campo no sábado, quando a Alemanha enfrenta a Tunísia, e a Argentina joga contra a Austrália.

ALEMANHA 4 x 3 AUSTRÁLIA

Alemanha
Kahn; Mertesacker, Huth, Friedrich, Hitzlsperger; Frings, Schneider (Deisler), Frings, Ballack, Schweinsteiger (Ernst); Kuranyi (Asamoah), Podolski

Técnico: Jürgen Klinsmann

Austrália: Schwarzer; Muscat, Moore, Popovic (McKain), Neill; Milicevic, Emerton, Skoko, Chipperfield (Thompson), Cahill (Cullina); Aloisi

Técnico : Frank Farina

Data: 15/06/2005
Local: Waldstadion, em Frankfurt

Árbitro : Carlos Amarilla (Paraguai)

Auxiliares: Amelio Andino, Manuel Bernal (Paraguai)

Público: 46.466

Cartões amarelos : Huth, Schweinsteiger, Friedrich (ALE); Milicevic, McKain (AUS)

Gols: Kuranyi (ALE), aos 17min; Skoko (AUS), aos 21min; Mertesacker (ALE) aos 23min; Aloisi (AUS), aos 31min; Ballack (ALE), aos 15 min do ST; Podolski (ALE), aos 33min do ST; Aloisi (AUS), aos 45min do ST.

Leia mais