1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Baden-Württemberg devolve à Índia estátua roubada

De acordo com governo estadual, devolução ocorre "por razões éticas". Estátua de deusa hindu foi comprada por Museu Linden de Stuttgart em 2000. Roubo foi descoberto apenas em 2014.

O governo do estado alemão Baden-Württemberg devolveu nesta quarta-feira (23/09) a estátua da deusa de oito braços "Durga Mahishasuramardini" à Índia. A peça roubada foi comprada pelo Museu Linden de Etnologia em Stuttgart em 2000. De acordo com a Secretaria Estadual de Ciência, Pesquisa e Arte, a devolução foi motivada "por razões éticas".

Em 2000, o museu adquiriu a peça por cerca de 250 mil dólares, usando recursos da Fundação de Museus de Baden-Württemberg. "Na época, o Museu Linden examinou a origem da peça, mas não havia dúvidas com relação a ela. O vendedor Subhash Kapoor, de Nova York, era conhecido com um negociador de arte de confiança", afirmou à DW Arndt Oschmann, porta-voz da secretaria.

Em julho de 2012, Kapoor foi preso no aeroporto internacional de Frankfurt e extraditado para a Índia, sob acusação de venda de artefatos roubados de templos do sul do país.

"Descobriu-se, então, que a estátua desapareceu de um templo de Tegpona, na Índia, em 1991 e foi contrabandeada para fora do país", conta Oschmann. Estima-se que a peça da deusa hindu Durga seja datada do século 9 ou 10.

Nem o museu e nem o governo estadual receberam uma compensação financeira pela devolução da peça. No entanto, o retorno da estátua com um gesto de boa vontade reforça a reputação do Estado, afirmou o secretário estadual de Ciência, Pesquisa e Arte, Jürgen Walter.

"A importância da boa reputação supera de longe o valor material da estátua", ressaltou Walter.

Segundo o jornal britânico Daily Mail, a agência arqueológica indiana estima que outras 30 antiguidades teriam sido contrabandeadas para o exterior por Kapoor.

Leia mais