1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Bélgica jogou melhor que Brasil, segundo alemães

Imprensa alemã atribui vitória brasileira à sorte e a jogadas individuais de Rivaldo e Ronaldo, assim como às boas defesas do goleiro Marcos.

default

Ronaldinho Gaúcho tenta uma bicicleta contra os belgas

Os correspondentes alemães na Copa do Mundo evitaram, nesta segunda-feira, de considerar merecida a vitória do Brasil sobre a Bélgica, em Kobe (Japão). O resultado classificou a seleção canarinho para as quartas-de-final contra a Inglaterra. Para Arne Richter, da agência de notícias DPA, o 2 a 0 brasileiro foi "sorte contra os fortes belgas".

O jornalista abriu sua resenha sobre o jogo afirmando: "Rivaldo e Ronaldo livraram o favorito Brasil da eliminação nas oitavas-de-final e impediram uma nova zebra na Copa do Mundo." Segundo Richter, "até Ronaldo ficou aquém das expectativas" e a seleção inglesa, que acompanhou a partida da arquibancada, ficou "pouco impressionada com seu próximo adversário".

Insegurança brasileira – O enviado da DPA considerou que a equipe belga "foi taticamente armada pelo técnico Robert Waseige com inteligência", jogando ofensivamente e não na esperada retranca. "Com isto, os sul-americanos revelaram de novo a insegurança em sua defesa", enquanto "de seu famoso e tormentoso ataque houve muito pouco para se ver, pois os burocratas do futebol fecharam com eficiência os espaços".

Para o alemão, apesar da superioridade técnica do Brasil, a Bélgica dominou a partida e "os brasileiros têm de agradecer aos reflexos sensacionais do goleiro Marcos não ter começado em desvantagem" no marcador. "Foi preciso uma jogada individual de Rivaldo para colocar o favorito no rumo da vitória", completou Richter.

Melhor jogo dos belgas – A revista esportiva Kicker avaliou a partida de forma semelhante. Ao fim da resenha do jogo em sua página online, a publicação pondera: "O fraco Brasil necessitou, para passar às quartas-de-final, da classe individual de Rivaldo contra os belgas, que dominaram a partida. Em sua melhor atuação no torneio, os diabos encarnados fracassaram na conclusão de suas chances."

Os correspondentes da agência esportiva SID, por sua vez, evitaram apontar a Bélgica como melhor em campo. Jörg Kottmeier e Christian Pfennig preferiram considerar que eles jogaram bem, sem tecer juízo de quem teria sido melhor. "A caminho de seu quinto título, o recordista mundial saltou, com muito esforço, mais um obstáculo", escreveram os dois no início de sua matéria.

Já o jornal sensacionalista Bild estampou em sua página online: "Expresso do samba atropelou a Bélgica". No relato do jogo, o diário mais vendido na Alemanha elogia os vencidos: "No começo do segundo tempo, eles puseram o tetracampeão mundial à beira de uma derrota."

Leia mais