1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Bélgica detém mais dois suspeitos de ligação com ataques de Paris

Belga e marroquino são detidos no distrito de Molenbeek, nos subúrbios de Bruxelas. Ambos teriam ligações com suspeitos de participação nos atentados terroristas de 13 de Novembro na capital francesa.

Mais dois suspeitos de envolvimento com os ataques terroristas de 13 de Novembro em Paris foram detidos durante novas buscas no distrito de Molenbeek, em Bruxelas, afirmaram promotores belgas nesta quinta-feira (21/01).

Os dois suspeitos foram identificados como o belga Zakaria J., nascido em 1986, e o marroquino Mustafa E., nascido em 1981. Eles foram detidos durante duas operações de busca no distrito de Molenbeek, localizado nos subúrbios de Bruxelas, nesta quarta e quinta-feira. Armas e explosivos não foram encontrados.

"Os dois foram detidos devido a suas possíveis ligações com várias pessoas citadas neste caso. O juiz de instrução decidirá mais tarde se os suspeitos continuarão detidos", afirmou a promotoria belga.

Desde novembro, autoridades belgas já prenderam dez pessoas suspeitas de envolvimento nos atentados de novembro em Paris, que aparentemente teriam sido planejados na Bélgica. As investigações descobriram que alguns dos terroristas envolvidos na ação na capital francesa estiveram escondidos em dois apartamentos e em uma casa no país semanas antes do ataque.

Os investigadores também encontraram o local onde as bombas usadas em Paris teriam sido montadas, no distrito de Schaerbeek, em Bruxelas. Quatro suspeitos dos ataques continuam foragidos, incluindo Salah Abdeslam, quem teria levado os homens-bomba ao estádio Stade de France, na capital francesa.

Na segunda-feira, autoridades do Marrocos anunciaram a

detenção de um belga de origem marroquina

, presumivelmente ligado ao grupo extremista "Estado Islâmico" (EI) e a alguns dos autores dos atentados em Paris.

CN/rtr/afp

Leia mais