1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Ciência e Saúde

Avião solar interrompe volta ao mundo no Japão

Devido ao mau tempo, o avião Solar Impulse 2 é forçado a aterrissar em Nagoya, à espera de melhores condições meteorológicas. Aeronave pretender dar a volta no planeta utilizando apenas energia solar.

O avião Solar Impulse 2 (Si2) foi forçado a pousar na cidade japonesa de Nagoya devido ao mau tempo, obstruindo a tentativa de atravessar o Oceano Pacífico.

"O tempo piorou neste domingo sobre o Pacífico, foi tomada a decisão de uma parada intermediária em Nagoya à espera de melhores condições", informou nesta segunda-feira (1°/06) o chefe do projeto, Betrand Piccard, por meio de sua conta no Twitter.

O Solar Impulse 2 havia começado no domingo a etapa mais longa e perigosa da viagem ao redor do mundo. Movida apenas a energia solar, a aeronave decolou da cidade de Nanquim, na China, rumo ao Havaí com vários dias de atraso devido às péssimas condições meteorológicas.

China nach Hawaii Flugroute Solar Impulse 2

Trajeto previsto de Nanquim ao Havaí

Num total de 12 etapas, os pilotos suíços André Borschberg e Bertrand Piccard se revezam em sua tentativa de dar a volta no planeta sem usar quanquer tipo de combustível além da energia solar. O avião de 2,5 toneladas é impulsionado por mais de 17 mil células fotovoltaicas.

Travessia do Pacífico

Durante seis dias e cinco noites, o Si2 deve percorrer uma distância de 8,5 mil quilômetros sobre o Oceano Pacífico. Nesta etapa, Borschberg pilota sozinho a aeronave. Esta é a primeira vez que o Solar Impulse 2 pretende sobrevoar um oceano e permanecer no ar por mais de 24 horas.

A volta ao mundo começou do aeroporto executivo de Al Batteen, em Abu Dhabi, em 9 de março. O avião cruzou o Mar Arábico em direção à Índia antes de seguir voo para Myanmar e China.

Do Havaí ele segue para Nova York, com pousos marcados no meio-oeste dos Estados Unidos. Piccard deverá pilotar o avião do Havaí até Phoenix, no Arizona. Dos EUA, a viagem está planejada para continuar em direção ao sul da Europa ou norte da África, dependendo das condições climáticas. O retorno para Abu Dhabi está agendado para julho.

CA/afp/lusa/dw

Leia mais