1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Autor de "O capital no século 21" recusa honraria máxima do governo francês

Economista Thomas Piketty critica duramente o atual presidente, afirmando que em vez de decidir quem é honorável, ele deveria se preocupar com crescimento econômico.

O influente economista francês Thomas Piketty, autor do bestseller O capital no século 21, recusou nesta quinta-feira (01/01) a maior condecoração concedida pelo governo francês, a Legion d'honneur (Legião de honra).

"Recuso esta nomeação porque não acho que seja papel do governo decidir quem é honorável", disse o economista à agência de notícias AFP. "Eles fariam melhor ao se concentrarem em reavivar o crescimento [econômico] na França e na Europa."

Piketty, de 43 anos, foi membro do Partido Socialista do presidente François Hollande, mas se distanciou das políticas do governo atual e se tornou um severo crítico do líder francês. O economista ataca Hollande por não cumprir sua promessa de reformas fiscais, incluindo um sistema de impostos mais progressivo.

O economista apareceu na lista de nomeados para a prestigiada condecoração, divulgada nesta quinta-feira, ao lado de outro economista, Jean Tirole, que ganhou o Nobel da Paz de economia em 2014.

Piketty tornou-se mundialmente conhecido com seu bestseller, que aborda teorias sobre a crescente desigualdade econômica. O capital no século 21 vendeu cerca de 1,5 milhões de cópias.

LPF/afp/dpa

Leia mais