Autópsia aponta asfixia como causa das mortes na Love Parade | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 28.07.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Autópsia aponta asfixia como causa das mortes na Love Parade

Presidente da Alemanha, Christian Wulff, e chanceler federal Angela Merkel participarão neste sábado de cerimônia religiosa em homenagem às vítimas. Número de mortos sobe para 21.

default

Velas e flores lembram as vítimas no local da tragédia

O número de vítimas fatais da tragédia ocorrida durante a Love Parade de Duisburg aumentou para 21. Nesta quarta-feira (28/07), a promotoria pública de Duisburg confirmou a morte de mais uma pessoa, uma alemã de 25 anos. Ela morreu na noite de terça para quarta-feira. As causas da morte não foram divulgadas.

As 20 vítimas fatais anteriores morreram de asfixia causada por esmagamento do tórax, afirmou nesta terça-feira a promotoria pública local, baseando-se no resultado das autópsias.

Segundo a promotoria pública, não foram encontrados sinais de que as pessoas tenham morrido por terem caído de uma altura elevada. Uma escada de serviço fora utilizada por algumas pessoas para tentar sair do túnel onde ocorrera a tragédia.

Com o fim das autópsias, os cadáveres das 20 primeiras vítimas fatais foram liberados para sepultamento, três dias após a tragédia que deixou também mais de 500 pessoas feridas.

Prefeito enfrenta pressão

A pressão é cada vez maior sobre os organizadores e sobre os políticos locais. Nesta quarta-feira, o jornal Süddeutsche Zeitung publicou um relatório escrito pela secretaria do Interior da Renânia do Norte-Vestfália, em que são feitas acusações contra os organizadores. Eles não teriam seguido o plano de segurança elaborado.

Já o prefeito de Duisburg, Adolf Sauerland, enfrenta duras críticas e, segundo fontes policiais citadas pela imprensa local, teria recebido ameaças de morte. Ele está sob proteção da polícia.

Uma reportagem num jornal local afirma que o prefeito teria assinado a autorização para realização da Love Parade poucas horas antes do início do festival, apesar de advertências da polícia e dos bombeiros sobre os riscos de segurança.

Sauerland disse que não participará da cerimônia ecumênica em memória às vítimas que será realizada neste sábado numa igreja da cidade. O presidente da Alemanha, Christian Wulff, e a chanceler federal Angela Merkel confirmaram presença no evento.

AS/dpa/rtr

Revisão: Roselaine Wandscheer

Leia mais