1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Austrália prende suspeitos de planejar ataque terrorista

Supostos adeptos do "Estado Islâmico" ameaçaram cometer "atos violentos" iminentes em Sydney. Com nível de alerta de terrorismo elevado, país estima que 140 apoiem o grupo extremista em território australiano.

Dois supostos adeptos do grupo extremista "Estado Islâmico" (EI) foram acusados de planejar um ataque terrorista em Sydney, disse a polícia australiana nesta quarta-feira (11/02). Omar al-Kutobi e Mohammad Kiad, de 24 e 25 anos, respectivamente, foram detidos em uma busca num subúrbio no oeste da cidade.

A polícia encontrou um facão, uma faca de caça, uma bandeira do EI e um vídeo em que um dos homens ameaça cometer "atos violentos". Os dois suspeitos teriam executado o atentado no oeste de Sydney nesta terça-feira, se não tivessem sido presos no mesmo dia, segundo as autoridades. A polícia está tentando determinar se os homens estavam em contato com membros do EI.

De acordo com o primeiro-ministro australiano, Tony Abbott, a polícia agiu por concluir que um ataque terrorista era iminente. "Estamos mantendo vigilância constante contra aqueles que poderiam nos fazer mal, e hoje se viu essa vigilância em funcionamento", disse.

A polícia não acredita que haja uma ligação entre o suposto ataque planejado por Al-Kutobi e Kiad e outro plano de adeptos do EI desvendado em setembro passado, que fez a

Austrália elevar o nível de alerta de terrorismo

. Vários subúrbios de Sydney e outras partes do país foram alvo de buscas antiterroristas desde então.

Em dezembro último, um

adepto do "Estado Islâmico" fez 18 reféns num café de Sydney

, que resultou na morte de dois deles, assim como do sequestrador.

O governo do país estima que cerca de 90 australianos estejam lutando ao lado do EI na Síria e no Iraque, e que outros 140 apoiem o grupo na Austrália.

LPF/dpa/ap

Leia mais