1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Austrália prende jovens que planejavam atentado

Segundo a polícia de Melbourne, os cinco suspeitos entre 18 e 19 anos pretendiam realizar atentado inspirado no "Estado Islâmico". O palco seria a comemoração de um feriado nacional relacionado à Primeira Guerra Mundial.

Australien Festnahme von fünf Extremisten in Melbourne

Primeiro-ministro australiano, Tony Abbott (d), e subcomissário da Polícia Federal, Michael Phelan (e)

Cinco jovens foram presos na Austrália neste sábado (18/04) por suspeita de planejarem um ataque durante as cerimônias do Dia da Anzac, as Forças Armadas da Austrália e Nova Zelândia, em 25 de abril. De acordo com a polícia, eles se inspiraram no grupo jihadista "Estado Islâmico" (EI) e tinham policiais como alvo.

A operação de captura envolveu 200 agentes. Dois rapazes de 18 anos foram presos por suspeita de terrorismo; um terceiro, da mesma idade, por delitos com armas; e outros dois, de 18 e 19 anos, estavam sob custódia, auxiliando a polícia.

Segundo o subcomissário da Polícia Federal australiana, Michael Phelan, todos tinham ligações com Numan Haider, que em setembro do ano passado, aos 18 anos de idade, atacou dois policiais em Melbourne, sendo em seguida morto com um tiro. Uma unidade de combate ao terrorismo também executou sete mandados de busca em Melbourne.

Em janeiro, as autoridades da Austrália elevaram para "alto" o nível de alerta para um possível ataque terrorista contra a polícia. Dois meses atrás o primeiro-ministro australiano, Tony Abbott, advertiu que a ameaça extremista no país aumentara. Neste sábado, ele declarou que o plano de atentado dos jovens presos estava em estágio avançado. No entanto, pediu à população que não deixe de participar das comemorações de 25 de abril.

Os eventos do Dia da Anzac marcarão o centenário da chegada das tropas australianas e neozelandesas à península turca de Galípoli, durante a Primeira Guerra Mundial. Em 25 de abril de 1915, tropas inglesas, neozelandesas, australianas e francesas iniciaram os ataques no Estreito de Dardanelos, numa tentativa frustrada de combater o Império Otomano, então aliado do Império Alemão.

MSB/lusa/ap/rtr/afp

Leia mais