Austrália fala em ″fantástico progresso″ na Vila Olímpica | Leia notícias sobre o maior evento esportivo do planeta | DW | 26.07.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Jogos Olímpicos

Austrália fala em "fantástico progresso" na Vila Olímpica

Após série de reclamações sobre a infraestrutura do alojamento, chefe da delegação australiana ameniza discurso e diz que equipe se mudará para a Vila Olímpica nesta semana. Atletas estão hospedados em hotel.

A chefe da delegação australiana nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, Kitty Chiller, garantiu nesta segunda-feira (25/07) que os atletas de seu país devem começar a se instalar na Vila Olímpica em dois dias, assim que todos os problemas estruturais nos apartamentos estiveram sanados.

Na véspera, a dirigente foi uma das porta-vozes do Comitê Olímpico da Austrália nos relatos de insatisfação sobre as condições do alojamento, por conta de problemas hidráulicos, elétricos e na rede de distribuição de gás. Nesta segunda-feira, em nova coletiva, o tom das declarações foi mais ameno.

"Tem sido um dia muito positivo. Tivemos vários australianos passeando pela vila hoje com sorrisos no rosto porque tivemos um fantástico progresso nas últimas 24 horas. Os trabalhos feitos foram muito bons. Fizeram um grande esforço, e estamos muito satisfeitos com isso", afirmou Chiller.

A chefe da delegação relatou que, nos 15 andares que a Austrália ocupa na Vila Olímpica, foram identificados 200 problemas, mas que a maioria já foi solucionado.

"Nos últimos dois anos eu vinha falando que essa era a melhor vila das seis que eu já estive. E continuo dizendo que vai ser, quando forem corrigidos os problemas que apontamos", disse ela.

Os primeiros atletas australianos que chegaram ao Rio de Janeiro deveriam ter entrado na Vila Olímpica no dia 21 de julho, mas estão hospedados em hotéis próximos. A Austrália deve trazer 401 atletas para esta edição da Olimpíada, que tem início em 5 de agosto.

Além da Austrália, a seleção feminina de futebol da Suécia suspendeu a entrada na Vila Olímpica. As atletas estavam hospedadas num hotel no Rio e entrariam na residência olímpica neste domingo, mas desistiram. As delegações dos Estados Unidos, Itália e Holanda pagaram por conta própria funcionários para fazer obras em apartamentos da acomodação.

Delegações de alguns países, incluindo o Brasil, já estão instaladas no local. Israel, Alemanha e Itália foram os primeiros a chegar.

Após a série de reclamações, o Comitê Organizador das Olimpíadas do Rio admitiu que a vila não estava "em ordem", mas garantiu que ela será entregue "impecável" até o fim da semana.

"Temos 630 homens trabalhando 24 horas por dia para consertar os problemas da Vila dos Atletas. Não temos nenhuma vergonha disso ter acontecido, mas ficamos tristes pelos atletas não terem chegado com a vila em ordem", disse o diretor de comunicação do Comitê, Mário Andrada.

EK/abr/ap/efe/rtr

Leia mais