1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Aumentam conflitos entre Rússia e União Européia

Expansão da UE para o Leste Europeu gera conflito com Moscou. Encontro de cúpula russo-europeu, realizado sob impacto do envenenamento de um ex-espião russo em Londres, não promove avanços nas negociações de cooperação.

default

Putin nega envolvimento de Moscou no assassinato de Alexander Litvinenko

O encontro de cúpula russo-europeu realizado nesta sexta-feira (24/11) na capital finlandesa, Helsinque, foi marcado por novos conflitos entre Moscou e a União Européia. O presidente russo, Vladimir Putin, criticou com rigor a decisão da União Européia de aceitar a Romênia e a Bulgária como países-membros a partir de 1º de janeiro próximo, sem ter consultado Moscou anteriormente. A renegociação do acordo de cooperação que vence em 2007 já havia sido vetada pela Polônia.

Suspensa importação de carne

Alegando como razão a má qualidade da carne proveniente da Romênia e da Bulgária, países onde grassa a peste suína, o governo russo anunciou que suspenderá a importação de carne da UE a partir de janeiro. Afinal, argumentou Putin, a carne desses dois países poderia chegar a outros países da comunidade e ser exportada à Rússia por essa via.

A Comissão Européia pretende enviar especialistas a Moscou, a fim de informar as autoridades russas sobre as medidas de segurança nesse sentido. Mesmo após seu ingresso na UE, os dois países do Leste Europeu não poderão exportar carne para outros países da comunidade.

Taxas aéreas à Rússia até 2013

No novo acordo de cooperação a ser negociado com Moscou, a UE pretende sobretudo garantir a segurança do abastecimento energético da comunidade. As negociações haviam sido bloqueadas pela Polônia, anteriormente, após a Rússia ter proibido a importação de carne e legumes provenientes deste país.

O encontro de Helsinque viabilizou um consenso sobre as taxas pagas por companhias aéreas européias para sobrevoar a Sibéria. A atual regulamentação vigora até final de 2013; a partir de então, as taxas serão abolidas. Esta era uma das condições que a UE tinha imposto para apoiar o ingresso da Rússia na Organização Mundial de Comércio (OMC). Só neste ano, as companhias aéreas européias pagarão quase 300 milhões de euros à Rússia.

Putin nega crime político contra ex-agente

O clima de tensão no encontro russo-europeu foi agravado pelo assassinato do ex-espião russo Alexander Litvinenko por envenenamento, em Londres. O ex-agente da KGB exilado na Inglaterra foi envenenado com uma alta concentração da substância radioativa Polonium 210, conforme confirmaram as autoridades britânicas.

O presidente russo, Vladimir Putin, refutou todas as acusações de que o assassinato do dissidente Litvinenko tenha sido ordenado por Moscou. Numa mensagem ditada antes de sua morte, Litvinenko havia responsabilizado o presidente russo por seu assassinato.

Dissidente russo em Londres

Großbritannien Alexander Litwinenko gestorben

Alexander Litvinenko

Litvinenko vivia desde 2000 no exílio inglês, tendo adquirido a cidadania inglesa em outubro passado. Em 1998, ele causou grande impacto, ao declarar publicamente ter sido encarregado pelo FSB (Serviço Federal de Segurança, antiga KGB) de matar o milionário e dissidente russo Boris Beresovski.

Posteriormente, ele viria declarar que o FSB cometeu diversos atentados a bomba contra residências na Rússia, a fim de legitimar uma guerra contra a Tchechênia. Ultimamente, Litvinenko estava investigando o assassinato da jornalista e oposicionista russa Anna Politkovskaja, ocorrido em outubro passado, em Moscou.

Leia mais